domingo, 30 de setembro de 2012

O DIA DA CRIANÇA

Uma febre que de repente se apresenta, revelando a imaturidade de seus órgãos
dos sentidos ou um choro insistente são avisos e marcas da extrema dependência que ocorre na criança e esta com manipulação ou não, vai se integrando gradualmente no mundo dos adultos, mas esta convivência requer paciência e atenção diuturnamente.
Brincando com o ursinho de pelúcia, a bola, a boneca ou o trenzinho eis o seu lindo e encantado ambiente, projetos singelos de um futuro próximo e miniatura do Universo 
que nos envolve.
A Escola, portal da esperança na educação é o caminho natural destes pequenos seres e nela depositamos a confiança na sua integração aos métodos e ensinamentos usados pelos educadores, porque se a criança representa o prefácio de um livro promissor, a dedicação dos mestres é a consolidação do seu epílogo
O bem estar social de um povo deve sempre ser o principal objetivo dos Poderes Constituídos e nas benesses que tal meta proporciona estão embutidos os bons planos educacionais que constituem a ferramenta necessária para o desenvolvimento de uma nação. Assim, neste contexto, haverá sempre de ser inserida a criança pois ela personifica o futuro de todos nós e, num país como o nosso, com graves problemas sociais, ao se avizinhar o dia 12 de outubro, elevemos os nossos pensamentos ao Criador para que Ele estenda o seu manto protetor sobre os pequeninos. 
Adailton Neves 
 adayltonneves@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário