sábado, 29 de outubro de 2011

Ministério do Esporte anula sete convênios com ONGs

O Ministério do Esporte cancelou nesta sexta-feira (28) sete convênios do programa Segundo Tempo, principal foco das denúncias de corrupção que levaram à demissão de Orlando Silva e à escolha de Aldo Rebelo como novo ministro.
Segundo o jornal Folha de S. Paulo, os contratos suspensos somam R$ 9,4 milhões, e alguns deles envolvem instituições ligadas ao PCdoB.
Entre as entidades que tiveram a prestação de serviços cancelada está a Associação Ação Solidária e Inclusão Social, de Brasília. A organização recebeu R$ 372 mil para atender 1.182 crianças.
Deúncias de corrupção nos convênios do programa Segundo Tempo derrubaram o ex-ministro Orlando Silva. Segundo a acusação, feita pelo policial João Dias Ferreira, Orlando Silva teria recebido dinheiro para liberar verbas do programa para ONGs ligadas ao PCdoB. Até o momento, entretanto, o policial não apresentou provas.
Bruno Calixto



Nenhum comentário:

Postar um comentário