segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Inpe detecta queda no desmatamento da Amazônia em setembro

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira (Foto: Wilson Dias/ABr )Segundo instituto, foram desmatados 253 km2 de florestas em setembro de 2011, uma queda de 43% em relação ao mesmo mês do ano passado

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) divulgou nesta segunda-feira (31) o balanço do desmatamento da floresta amazônica em setembro de 2011. Segundo o Inpe, houve queda na quantidade desmatada no mês, se comparado com o mesmo período de 2010.
Em setembro, foram 253,8 km² de florestas derrubadas, uma queda de 43% em relação a setembro de 2010. O instituto alerta, entretanto, que a comparação pode não ser exata, e os números oficiais são fechado apenas no final do ano.
De acordo com o Inpe, Mato Grosso foi o Estado que mais desmatou em setembro, derrubando 110,8 km² de florestas, seguido por Rondônia (49,9 km²) e Pará (46,9 km²). Tocantins e Roraima foras os Estados que menos desmataram (2,5 e 2,2 km², respectivamente). A maior parte da Amazônia pode ser monitorada pelos satélites do Inpe, mas cerca de 5% do território estava coberto por nuvens, impedindo a visualização por satélite, principalmente no norte do Amapá e noroeste do Maranhão.
O Inpe mapeia do corte da floresta diariamente, e encaminha alertas de desmatamento para orientar a fiscalização. Segundo o instituto, esse sistema contribui para a queda de desmate na Amazônia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário