PÁGINAS

sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

SAJ: População procura GANA para discutir participação social na revitalização dos espaços públicos


Um assunto importante e que tem gerado muita inquietação por parte da população de Santo Antônio de Jesus é a revitalização e a funcionalidade dos espaços públicos do município. Nos últimos dias, foram removidas dezenas de árvores que ocupavam espaços onde transitavam um grande fluxo de pessoas e que tinham muita relevância na climatização do ambiente. A remoção aconteceu com o intuito de que sejam iniciados projetos de praças públicas,mas que não adequavam a arborização que já existia. Isso gerou muito desconforto da população pela falta de respeito ao meio ambiente e também pela falta de participação popular nas decisões da cidade.
Assim, muitas pessoas procuraram o Grupo Ambientalista Nascentes (GANA), demonstrando insatisfação e pedindo forças para que algo seja feito. Na tarde desta quarta (14) foi realizada uma reunião entre sociedade civil e organizações não governamentais como GANA, IDEAS e AMO ANIMAIS, na intenção de esclarecer alguns fatos e buscar uma maneira de participar dos debates acerca das mudanças programadas para o município.
O GANA informou que foi solicitado ao gabinete da Prefeitura e à Secretaria Municipal de Infra Estrutura o direito de participação nas decisões acerca da revitalização dos espaços públicos, mas não obteve resposta. Informou ainda que, por meio do Conselho Municipal de Meio Ambiente, o Grupo teve acesso aos Relatórios Técnicos emitidos pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente, para as praças Padre Mateus, Tiro de Guerra e São Bendito, sendo que algumas árvores haviam sido condenadas à remoção, permanecendo várias outras que não comprometiam de forma alguma a população, porém o mesmo não foi respeitado no momento da execução do projeto.
A reunião, portanto, teve seu enfoque no direito de participação da comunidade nas discussões dos projetos de revitalização dos Espaços Públicos, no que tange à adequação do projetos já em execução das praças Padre Mateus e São Benedito e consulta pública para as reformas previstas para a Avenida Luís Viana, Rua da Linha e Praça da Urbis II. Todas possuem arborização e é fundamental que sejam consideradas a permanência desses indivíduos e as demandas dos munícipes, garantindo assim que estes espaços exerçam a função a que se destinam: lazer, cultura, bem estar, esportes e outros usos, sendo fundamentais para a saúde e bem-estar social.
Assessoria de Comunicação- Grupo Ambientalista Nascentes

Nenhum comentário:

Postar um comentário