PÁGINAS

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

MILTINHO, prefeito de Nazaré, sobre vereador que tencionava apoiar oposição: "Pode ficar por lá... Com certeza não fará mais parte do meu grupo político!"

Por ANTONIO MASCARENHAS
MILTINHO, prefeito municipal de Nazaré das Farinhas, assim como o faz  em todos os eventos, prestigiou, mais uma vez, o 3o. Encontro de Gestores e Técnicos do Bolsa Família, realizado em seu município, na sede da Secretaria de Ação Social, capitaneada pela sua titular Eude Mascarenhas. Encontro que contou com representantes de vários municípios da região. Na oportunidade teceu considerações acerca da expectativa que recai sobre os deputados eleitos com os votos dos munícipes nazarenos, a exemplo de João Bacelar e Bebeto Galvão (federais), Alex Lima, Hildélcio e Tia Heron (estaduais). Adiantou que pagará o décimo terceiro e salário de dezembro "em dia". 
ELEIÇÃO DA CÂMARA
E, na oportunidade, dentro outros assuntos, questionamos sobre a questão da eleição para a mesa diretora da Câmara de Vereadores que tem Anita Brito como candidata à reeleição, com seu apoio. Acontece que os vereadores Dau e João Paulo também ensaiam lançar candidaturas, o que configuraria como intentos de oposição à sua conjuntura.  
Diante do "assanho" de alguns vereadores (inclusive de sua conjuntura) para apoiar a chapa, na sua concepção de "oposição" ele, com a experiência angariada no "mitier da política local", foi logo desensarilhando as armas:
- Minha posição é meramente democrática. Uma coisa que não vou aceitar é que algum vereador da nossa bancada vá se aliar à oposição de Câmara "via esquerda". Temos 07 (sete) vereadores, talvez 08 (oito) e temos que discutir a eleição da Câmara dentro de nosso grupo. 
-Eu não vou permitir que a oposição "que não ajuda a administração em nada"  e que "só cria problemas", venha aqui hoje fazer algum conchavo. Por isso que Miltinho  não é homem de conchavo. Tem que sentar na mesa e decidir. Anita é um boa candidata. João Paulo é um bom candidato. Falam até em Gildásio que também  é bom candidato. Dos 7 qualquer um pode ser candidato, contanto que se eleja a mesa entre os sete. 
-Não aceito participação de oposição na chapa. Se "ele" pender hoje para oposição para desmembrar nosso grupo, para unir com oposição, "pode ficar por lá" Com certeza não fará mais parte do meu grupo político. Isso aí é decisivo porque não apertei aqui vereador,  nem muito menos candidatos que não se elegeram, para me acompanharem. 
-Não comprei voto de ninguém. procurei votos com trabalho e dedicação. Então, hoje, nós, numa mesa da Câmara receber 10, 15. 000 de qualquer um, seja lá quem for, se eu tiver comprovação, vou pedir cassação do mandato, tanto no Ministério como no TRE. Imagens, entrevista, edição e texto, Antonio Mascarenhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário