PÁGINAS

sábado, 22 de novembro de 2014

TECNOLOGIA: Peugeot 208 híbrido roda até 50 km/l

A Peugeot vai apresentar durante o Salão de Paris, que acontece no próximo mês na França, o novo 208 HYbrid Air 2L, uma evolução do conceito apresentado em Genebra, no início deste ano. O novo modelo traz como destaque o conjunto mecânico híbrido, capaz de rodar até 50 quilômetros com um litro de gasolina, além de diversos materiais leves para reduzir seu peso em 100 quilos, chegando a 960 kg.

O novo Peugeot 208 vem equipado originalmente com o motor 1.2 litro Puretech 82 de três cilindros a gasolina, que neste caso recebeu melhorias, especialmente no que se diz respeito às perdas por atrito, que representam cerca de 20% da potência consumida por um motor. Os comandos de válvulas e os pistões agora são recobertos por um revestimento Diamond Like Carbon. Entretanto, o HYbrid Air 2L se diferencia pelo sistema de dupla alimentação, com gasolina e ar comprimido.

A tecnologia HYbrid Air do automóvel combina duas energias para obter o melhor rendimento de acordo com as diferentes situações, ajudando e até mesmo substituindo o motor a gasolina, para permitir a máxima eficiência durante as fases de transição, tais como acelerações e arrancadas. O conjunto traz um cilindro de ar comprimido sob o assoalho do porta-malas e outro reservatório de baixa pressão na altura da suspensão traseira e servindo de espaço de expansão e um grupo hidráulico com um motor e uma bomba, sob o capô da transmissão.No modo “Air”, o Peugeot 208 híbrido é movido por meio da energia obtida pela liberação do ar comprimido em alta pressão, sem qualquer consumo de gasolina ou emissão de CO2. Já no modo “Gasolina”, apenas o motor 1.2 a gasolina é responsável por movimentar o carro, particularmente adaptado para estradas. O modo “Combinado” é para a cidade e a estrada, e combina as duas energias em proporções ajustadas para atingir um consumo otimizado.


O reservatório de ar pode ser recarregado quando o motorista freia ou retira o pé do acelerador, ou através da energia do motor a gasolina. Em ambos os casos, a capacidade energética máxima do acumulador sob pressão é atingida rapidamente, em apenas dez segundos.

Quanto à redução de peso, o Peugeot 208 HYbrid Air 2L recebeu novo assoalho de material compósito termoplástico; laterais e painéis da carroceria, teto e portas fabricados de compósito de carbono, subchassi do motor e longarinas em alumínio; molas helicoidais de suspensão em carbono, entre vários outros.IG Carros

Nenhum comentário:

Postar um comentário