PÁGINAS

terça-feira, 11 de novembro de 2014

GILMAR DOURADO, chefe da EBDA, deverá permanecer a frente do escritório em S.A.Jesus, se depender do trabalho até então realizado

 Por ANTONIO MASCARENHAS
Dentre os ilustres nomes que participaram da entrega de três novas DAPS jurídicas às comunidades rurais do Tabocal, Rio da Dona e Boa Vista, o de GILMAR DOURADO, chefe da EBDA, regozijado diante do frutificar do esforço conjunto entre sua pasta, a Secretaria de Agricultura, Com. Ind. e Meio Ambiente (gestão Humberto Leite), comandada por José Carlos Toneto, a gerência local do Banco do Brasil, sob o comando de Élder Dourado e o Sindicado Rural, sob a "batuta" de Marcelino Barbosa. 
Ele que, em que pese o brilhante trabalho, trazendo tecnologias  para os agricultores do município, infelizmente, sua chefia a frente da entidade deverá encerar-se no final do ano em curso. Sua permanência dependerá de indicações das lideranças locais. Mas, à luz dos resultados apresentados a frente da entidade, deverá ser mantido por mais um período em S.A.Jesus. Fotos Antonio Mascarenhas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário