PÁGINAS

domingo, 23 de novembro de 2014

Dilma foi informada de irregularidades em obras da Petrobras por ex-diretor, diz Veja

A presidente Dilma Rousseff, então ministra da Casa Civil, teria recebido um email do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, no qual a alertava sobre irregularidades em obras da estatal, segundo reportagem da revista Veja deste fim de semana. Na mensagem, Costa teria informado à Dilma que o Tribunal de Contas da União (TCU) havia recomendado ao Congresso a paralisação imediata de três obras da companhia: a da refinaria de Abreu e Lima, em Pernambuco, e a de Getúlio Vargas, no Paraná; além do terminal do Porto da Barra do Riacho, no Espírito Santo. O email foi enviado no dia 29 de setembro de 2009 e foi encontrado em um dos computadores do Palácio do Planalto pela Polícia Federal, diz Veja.
A Secretaria de Imprensa da Presidência da República emitiu nota neste sábado (22) em que afirma que a revista elabora “mais um episódio de manipulação jornalística que marca a publicação nos últimos anos” e nega que tenha tomado conhecimento de irregularidades por meio de Costa. “Em 2009, a Casa Civil era responsável pela coordenação do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Assim, relatórios e acórdãos do TCU relativos às obras deste programa eram sistematicamente enviados pelo próprio tribunal para conhecimento da Casa Civil”, diz o comunicado,que informa ainda que apesar de dizer que teria “provas factuais” do envio do email, não enviou cópia da mensagem. Sobre as recomendações do TCU, a Presidência afirma que o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva havia decidido dar continuidade às obras, por acreditar que as pendências apontadas pelo órgão eram “regularizáveis”. A nota também menciona que a paralisação das atividades também foi vetada pelo governador de Pernambuco na época, Eduardo Campos, que morreu em agosto deste ano em um acidente aéreo.Bahia Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário