PÁGINAS

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

Câmara Municipal de Santo Antônio de Jesus definirá nova Mesa Diretora nesta segunda, dia 3

Dois vereadores do PT se enfrentam na disputa pela presidência do Legislativo.
A Câmara Municipal de Santo Antônio de Jesus convocou para esta segunda-feira (3), às 19 horas, a realização da eleição da Mesa Diretora correspondente ao biênio 2015-2016. A disputa pelo comando do Legislativo municipal coloca em linha de frente os dois vereadores do PT, Uberdan Cardoso e Cristiano Sena, candidatos a presidente da Casa. Os pedidos de registro de candidatura das chapas de candidatos foram entregues a secretaria da Câmara na sexta-feira (31). 
Os eleitos assumirão aos mandatos no dia 1º de janeiro de 2015 com vigência até o final de 2016. Uberdan Cardoso, candidato da oposição, em entrevista, deu o tom do clima que deve marcar a eleição para a Mesa Diretora da Câmara. "Não há uma briga interna dentro do PT. Porém, existem perspectivas diferentes onde grupos entenderam que o partido era viável para gerir o Legislativo”, amenizou.

Uberdan Cardoso, do PT, recebeu apoio do bloco da oposição, liderado pelo atual presidente do Legislativo, o vereador Marcos Có, para disputar a presidência da Câmara. Do outro lado, o colega de partido, Cristiano Sena, é o candidato indicado pelo prefeito Humberto Leite, pela bancada da situação, que tem como líder o vereador  Marcos Muniz. Mesmo em lados opostos, os dois vereadores do PT mantém o clima de cordialidade. 

Embora agindo como fiscalizador e crítico da administração municipal, Uberdan Cardoso aprovou importantes projetos do Executivo em benefício da população. Nos doisúltimos anos tornou-se um ferrenho fiscal da administração municipal por ter liderado um movimento na Câmara que impôs duras críticas ao governo de Humberto Leite. O colega petista, Cristiano Sena, por sua vez, adotou uma linha situacionista e assumiu apoio a administração do prefeito Humberto Leite.  Assim como Uberdan, Sena também não encara a disputa pela presidência da Câmara entre os dois como um ‘racha’ partidário. “Eu não vejo como um racha, o que aconteceu foi a opção do vereador Uberdan Cardoso em se aliar a outra chapa e eu a do prefeito”, amenizou  Sena.

Uberdan Cardoso explicou a divergência politica entre ele e o colega de partido no âmbito municipal. “Os vereadores do grupo do prefeito Humberto Leite (PDT) representam a chapa a presidente com a indicação do vereador Cristiano como candidato. Ele tem um comportamento decente e pautado na ética. Como acabamos no início do mandato seguindo caminhos diferentes, em oposição à campanha do prefeito, por isso o projeto de Cristiano se aproximou mais de Humberto. Como vereador sou fiscalizador”, salientou.  

Nos bastidores, comenta-se que Uberdan Cardoso tem a seu favor o fato de atuar como um vereador independente, embora moderado, mas que valoriza o Legislativo e não atua "a reboque" dos desejos do Executivo municipal. A eleição da Mesa Diretora é efetuada através do voto secreto, sendo considerada vencedora a chapa que obtiver a maioria simples dos votos, ou seja, o maior resultado de votação, dentre os presentes na eleição. 

Embora  a bancada situacionista, do Prefeito Humberto Leite, discuta a legalidade da eleição na Câmara, o presidente atual, Marcos Có, explicou que tudo foi feito dentro da lei. "Não há nenhum impedimento. Não há nenhuma proibição em lei. Falaram até da ausência de Albino Martins, que sofreu um infarto, mas isso não impede que a eleição seja realizada. A doença de Albino foi uma fatalidade. Ele já havia, inclusive, sinalizado positivamente para que a eleição fosse marcada", justificou. Cristina Pita Ascom/CâmaraSAJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário