PÁGINAS

domingo, 19 de outubro de 2014

Wilson brilha, mas Vitória não resiste e perde para o Cruzeiro

A 'má fase' do líder acabou. Após duas derrotas no Brasileirão, o Cruzeiro se reabilitou no Brasileirão e, para infelicidade do Vitória, foi diante do rubro-negro baiano. Na noite deste domingo (19), apesar da excelente atuação do goleiro Wilson, o time baiano não foi páreo para raposa e perdeu por 1 a 0. Apesar do resultado negativo, o rubro-negro baiano segue fora da zona do rebaixamento. Todos os times que iniciaram a rodada no Z4, incluindo o Bahia, não venceram e isso favoreceu ao Vitória. Na próxima rodada, na Arena Pantanal, o leão vai em busca da reabilitação diante do Corinthians, às 18h30 (Horário da Bahia).
Cruzeiro começa melhor
O Vitória era o mandante da noite. Mas, nos primeiros 20 minutos, quem deu as ordens no Barradão foi a equipe do Cruzeiro. Logo aos 6, após jogada de Marquinhos, o meia Alison dominou na grande e bateu no canto direito, exigindo a primeira defesa de Wilson na partida.

Aos 15, na tentativa de recuar, o zagueiro Roger Carvalho quase marcou contra. O defensor rubro-negro, após cruzamento, ajeitou de peito para o goleiro Wilson, que estava saindo do gol. Para sorte dele, a bola foi em direção a linha de fundo e não ao gol.

O Cruzeiro continuou melhor. Aos 21, Marcelo Moreno fez o trabalho de pivô e rolou para o jovem Alison. De primeira, o meia encheu pé e o goleiro Wilso, de mão trocada, realizou uma linda defesa. 

Muito timidamente, esperando o contra-ataque, o Vitória criou muito pouco. Aos 35, da entrada da área, Marcinho bateu no canto e o goleiro Fábio, sem grandes dificuldades, encaixou. 

Pouco depois, em uma trapalhada da defesa do Cruzeiro, quando Dedé tentou recuar para o goleiro Fábio, o centroavante Dinei quase chegou antes do arqueiro do time mineiro para finalizar. No entanto, o camisa 1 foi mais rápido e encaixou.

Lance polêmico
Na quarta-feira, pela Sul-Americana, o Vitória foi muito prejudicado com o gol mal anulado do centroavante Dinei, que colocaria o time baiano na próxima fase da competição. Já neste domingo (19), a situação foi invertida. Aos 34, após jogada individual, o meia Éverton Ribeiro foi derrutado na grande área e o árbitro Raphael Claus, para revolta dos cruzeirenses, considerou o lance legal.

Antes do intervalo, Dinei recebeu cruzamento e ajeitou de cabeça para trás, na entrada da grande área, onde estava Juan. O lateral-esquerdo finalizou e o goleiro Fábio pegou.

Segundo tempo
No intervalo, preocupado com os ataques do Cruzeiro insistentemente pelo lado direito, o treinador Ney Franco decidiu fortalecer a marcação do setor esquerdo de defesa, colocando Mansur no lugar de Juan. Por outro lado, também ciente da pouca produção ofensiva do time, sacou o uruguai Aguiar, meia, e colocou o atacante Marcos Júnior.


O segundo tempo, como foi o primeiro, começou com o Cruzeiro criando chances. Aos 3, de fora da área, o atacante Marcelo Moreno bateu colocado, buscando o ângulo, mas a bola passou próxima ao poste e saiu. O rubro-negro não demorou tanto tempo para responder à altura.
Aos 6, Richarlyson percebeu a movimentação de Edno, nas costas da defesa do Cruzeiro, e tocou. O atacante recebeu o passe na área, deixou a bola pingar e soltou uma bomba por cima da meta do goleiro Fábio.

A etapa final começou agitada porque, aos 10, o time mineiro levou muito perigo mais uma vez. Após troca de passes pela esquerda, o jovem Alisson recebeu na entrada da área e bateu firme, no meio do gol, exigindo outra excelente defesa do goleiro Wilson na partida.Bem diferente do primeiro tempo, quando apenas assistia ao Cruzeiro jogar, o leão tratou de incomodar da defesa mineira. Aos 18, Dinei finalizou no canto esquerdo, mas o goleiro Fábio defendeu.

O Cruzeiro, aos 22 minutos, parou no goleiro Wilson novamente. Egídio, quase na linha de fundo, tocou para Éverton Ribeiro. O meia com um belo toque achou William, dentro da grande, sem marcação. O atacante bateu rasteiro, de perna esquerda, e arqueiro do leão impediu o que seria o primeiro cruzeirense.

Gol anulado
Outro lance polêmico no Barradão, aos 25 minutos. Após cobrança de falta, o volante Henrique desviou no primeiro pau e a bola subiu. O goleiro Wilson não conseguiu cortar, tocado pelo zagueiro Manoel, e a bola entrou. O árbitro, que havia validado o gol, voltou atrás após sinalização do assistente ao lado da meta e voltou atrás.

Defesa dorme e Cruzeiro sai na frente
O Vitória segurou a pressão até os 38, mas não resistiu. Em jogada aérea, a defesa do time baiano vacilou, deu espaço e deixou o zagueiro Dedé sozinho. De cabeça, o defensor cruzeirense colocou a bola no fundo do gol e determinou o primeiro gol da partida no Barradão: Cruzeiro 1 a 0.
FICHA TÉCNICA
Vitória x Cruzeiro
Campeonato Brasileiro – 29ª rodada
Data: 19 de outubro de 2014, domingo
Local: Barradão, em Salvador (BA)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP) e Heman Brumel Vani (SP)
Gols: Dedé (Cruzeiro)
Cartões amarelos: Luiz Gustavo, Marcinho (Vitória) / Lucas Silva, Manoel (Cruzeiro)
Público: 19.617
Renda: R$ 176.436,00

Vitória: Wilson; Nino Paraíba, Roger Carvalho, Kadu e Juan (Mansur); Luiz Gustavo (William Henrique), Richarlyson e Marcinho, Luís Aguiar (Marcos Júnior) e Edno; e Dinei. Técnico: Ney Franco.

Cruzeiro: Fábio; Mayke, Dedé, Manoel e Egídio; Henrique, Lucas Silva (William Farias), Éverton Ribeiro (Eurico) e Alisson (William); Marquinhos e Marcelo Moreno. Técnico: Marcelo Oliveira.Bahia Noticias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário