PÁGINAS

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Nota de esclarecimento sobre notificação da Febre Chikungunya no Município de Santo Antonio de Jesus

A Secretaria Municipal de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica vem a público esclarecer a notificação de Febre  Chikungunya em nosso Município ao mesmo tempo que  vem utilizar este meio de comunicação para tranquilizar a população Santoantoniense sobre o fato. Como é protocolo da SESAB semanalmente publicar um boletim epidemiológico com informações de toda a Bahia para informar aos regionais,  não foi diferente esta semana, o diferencial foi citar os nomes de dois municípios que fazem parte da nossa regional 4ª DIRES e que deixou muitos populares preocupados com a real situação que a Bahia vem enfrentando especificamente a cidade de Feira de Santana. 
O Município de Santo Antonio de Jesus já realizou capacitação com todos os seus profissionais que  estão sob alerta caso venha acontecer qualquer situação de emergência e ainda para orientar a população. " Diante da situação de epidemia que foi decretada em Feira de Santana , é normal que a população da nossa cidade se sinta fragilizada pois estamos a poucos quilômetros de Feira e a todo momento  pessoas fazendo este trajeto nos torna mais vulneráveis a esta situação. Nossa missão é combater o mosquito causador da febre que é o mesmo que causa a DENGUE, e tranquilizar a população. Reforço ainda que este foi um caso  isolado e até o momento não apresentou nenhum quadro de evolução com manifestações de familiares ou arredores como aconteceu em Feira, e o fato de termos notificação é para real prevenção de todos e controle epidemiológico, os agentes de endemias responsáveis por este controle, assim que foi levantada a suspeita foram acionados para realizar  os 3 ciclos de bloqueios como preconiza o Ministério da Saúde. A população precisa entender que CASO SUSPEITO NOTIFICADO não quer dizer que temos  a doença em nossa cidade, tal atitude tem que ser tomada para que possamos identificar possíveis casos de pacientes contaminados com a febre ou outras doenças notificáveis dando tempo para trabalharmos em cima da prevenção e controle das mesmas. Quanto ao resultado do exame o mesmo demora a sair visto que só dispomos de um laboratório equipado para realizar avaliação do material coletado. Os profissionais da Unidade de Saúde a qual pertence a paciente estão acompanhando de perto a mesma e familiares para comunicar qualquer alteração", explicou Daiane Mascarenhas, diretora de Vigilância a Saúde.  "Não podemos esquecer que o paciente estava em amargosa o que nos faz entender que as fronteiras são abertas e que infelizmente estamos vulneráveis mesmo", finalizou.

Ainda em conversa com a Coordenadora da Vigilância Epidemiológica Municipal Karine Cristina ela reforçou que todas as providência cabíveis a Vigilância e de responsabilidade do Município foram realizadas em tempo hábil e de forma ágil para evitar qualquer situação de transtorno na comunidade ou no Município preocupando-se em cuidar para evitar qualquer dano à saúde deste paciente, informa ainda que continuará monitorando a paciente até que o resultado esteja disponível e for necessário.
A Vigilância Epidemiológica está a disposição para qualquer esclarecimento, presencialmente ou por  telefone (75) 3632-1687. (Gelly Sampaio ASCOM PMSAJ)

Nenhum comentário:

Postar um comentário