PÁGINAS

sábado, 4 de outubro de 2014

Eleições Bahia: De monotrilho a VLT, compare as propostas dos candidatos para a Mobilidade

Eleições Bahia: De monotrilho a VLT, compare as propostas dos candidatos para a Mobilidade
Os candidatos ao governo do estado divergem na melhor forma de solucionar a questão da mobilidade para a Bahia. Lídice da Mata (PSB) pretende garantir que o metrô de Salvador chegue até a Região Metropolitana (RMS). “Precisamos interligar a RMS seja pelo metrô, pelo Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), por também BRT (expressão inglesa de Bus Rapid Transit, ou Trânsito Rápido de Ônibus), de forma que podemos dar celeridade ao processo de mobilidade urbana, de toda a RMS e começar a pensar e planejar os grandes centros do interior do estado da Bahia”, disse a senadora. A candidata pretende também implantar um projeto de VLT entre Itabuna e Ilhéus. “Vamos discutir este projeto melhor. Vamos ver se não sai mais barato e não termos um custo benéfico maior fazendo uma ligação de VLT”, afirmou. Marcos Mendes (PSOL) acredita que é preciso “descentralizar o poder de Salvador e RMS e levar políticas públicas para o interior para que as pessoas façam o êxodo urbano”, o que melhoraria a mobilidade. “Temos que dar ênfase para o VLT, para os metrôs, recuperação dos trens, o sistema aquaviário e o sistema cicloviário”, afirmou o candidato. Paulo Souto (DEM) diz ser necessário avançar com os programas de mobilidade. “Aqui em Salvador, por exemplo, vamos completar a questão relacionada ao metrô, que tem que ser estudada para melhorar essa capacidade e integrar o máximo possível os sistemas de transporte para oferecer transporte de boa qualidade para a população”, disse o ex-governador de forma abrangente. Para Renata Mallet (PSTU) a política é de re-estatizar o transporte público. “Nossa ideia é acabar com a PPP do Metrô e, através de recursos públicos, começar a criar transporte de massa”, disse. Rui Costa (PT) propõe investimentos “para que Salvador não pare e não fique em um governo tímido e apenas de obras não realizadas”, sem mencionar o resto do estado. Rogério Tadeu Da Luz (PRTB) quer construir 200 km de monotrilho, “que é o sistema de transporte mais moderno do mundo”. Além disso, ele pretende integrar com o sistema de ônibus e BRTs e voltar com o trem de passageiros para o interior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário