PÁGINAS

domingo, 26 de outubro de 2014

Edno marca de bicicleta, Vitória vence e sai da zona

Se o Criciúma não tinha vencido como visitante neste Brasileirão, depois do jogo deste sábado (25), continuará na vontade. Em casa, com a obrigação de vencer, o Vitória fez a parte dele, derrotou o time catarinense por 3 a 1, no Estádio do Barradão, e saiu novamente da zona do rebaixamento.
O jogo, além de tirar o leão do Z4, foi marcado pelo golaço do atacante Edno, de bicicleta. O jogador rubro-negro, pouco depois, marcaria o também o terceiro gol que sacramentou o triunfo.
Na próxima rodada, fora de casa, o leão viaja para enfrentar o Grêmio, em Porto Alegre, sábado (1º). Vitória leva susto no começo. O sistema defensivo do Vitória, grande problema do time durante toda temporada, precisou de apenas 2 minutos para falhar. Após cobrança de falta, o atacante Souza teve liberdade para cabecear e exigiu a primeira grande defesa de Wilson no jogo. Antes do jogo completar 10 minutos, em dois lances de bola parada, Vitória e Criciúma estiveram próximos de abrir o placar. Aos 8, Edno cobrou falta fechada, buscando o cruzamento, mas ninguém desviou para o gol e a bola passou muito próxima ao poste do goleiro Bruno.

Dois minutos depois foi a vez do time catarinense. Lucca, de longe, encheu o pé na cobrança de falta e carimbou a trave. A bola, no rebote, bateu no goleiro Wilson e morreu na linha de fundo. O jogo no Barradão começou a todo vapor.

Leão cresce e para em Bruno
Aos 14, de maneira surpreendente, Nino Paraíba tentou encobrir o goleiro Bruno que deu dois passos para trás e mandou para escanteio. Na cobrança, no primeiro pau, o zagueiro Kadu se livrou da marcação e cabeceou pra fora. O momento do time baiano era bom. Aos 22, Mansur bateu cruzado e o arqueiro catarinense salvou. No rebote, de cabeça, o centroavante Dinei outra vez obrigou uma linda intervenção do goleiro Bruno, que evitou o gol rubro-negro.

O leão não deixava o time visitante respirar. De novo pelo lado direito, principal arma baiana no primeiro tempo, Nino Paraíba fez o cruzamento e Dinei desviou no meio do caminho. De maneira ágil, com o pé direito, o goleiro Bruno impediu o pior

Em casa, com a obrigação de vencer para tentar sair da zona do rebaixamento, os comandados de Ney Franco dominaram a primeira etapa toda, apesar do susto com a chance perdida por Souza aos 2 minutos. Em seguida, com maior posse de bola, o Vitória foi superior e esbarrou em diversas vezes na inspirada atuação, até então, do goleiro Bruno.

Etapa final
A etapa final começou com o Vitória chegando ao ataque, em cobrança de falta, mas que o atacante Edno desta vez errou na pontaria e acertou em cheio na barreira. Quem também arriscou, mas sem sucesso, foi experiente Cleber Santana.

A finalização do jogador do time catarinense saiu muito fraca, no meio do gol, e facilitou a defesa do goleiro Wilson, no meio do gol.

Nos primeiros quinze minutos da etapa final, ao contrário do que foi o primeiro tempo, o rubro-negro baiano encontrou sérias dificuldades para furar o bloqueio catarinense, que retornou para o jogo ainda mais compactado e preocupado com o contra-ataque.

Wilson salva e o Vitória abre o placar
O jogo ficou morno até os 15, quando o Criciúma atacou e a estrela do goleiro Wilson brilhou. Primeiro, Roger Gaúcho chutou e o arqueiro espalmou na medida para Souza, de primeira, mandar na trave. O lance seguiu até a bola chegar nos pés de Cleber Santana, que tentou marcar um golaço e parou nas mãos do camisa 1 rubro-negro. Outra bela defesa de Wilson e nada de gols no Barradão.

O Criciúma não fez e pagou caro por isso. O volante Cáceres fez jogada individual, mandou uma bomba do meio da rua e estufou a rede do goleiro Bruno, que agora nada conseguiu fazer: Vitória 1 a 0.

Tudo igual no Barradão
A comemoração do Vitória demorou pouco tempo. Aos 22 minutos, novamente através da bola parada, a defesa vacilou e o rubro-negro levou o empate. Cruzamento para área, sem marcação, o alto volante Rodrigo Souza cabeceou e empatou a partida em Salvador. O gol animou o Criciúma. Aos 25, em jogada individual, o lateral Eduardo entrou na grande e só não marcou o segundo, que seria o da virada, graças ao goleiro Wilson que saiu do gol e fechou o ângulo.

Aos 30, de fora da área, novamente com espaço para finalizar, o meia Cleber Santana arriscou e quase virou o jogo. A bola desviou na defesa, enganando o goleiro Wilson, mas para felicidade do Vitória saiu na linha de fundo.

Edno marca de bicicleta
Aos 33, autor de um golaço na rodada passada contra o Corinthians, o atacante Edno repetiu a dose neste sábado (25). Após cruzamento de Nino Paraíba, a defesa do Criciúma cortou parcialmente e a bola foi em direção ao atleta rubro-negro. Quando ninguém esperava, ele foi ousado e de bicicleta marcou o segundo gol do leão no jogo: Vitória 2x1.

Com a vantagem, além do pouco tempo para o fim do jogo, Ney Franco decidiu fechar a casa. Colocou o zagueiro Ednei e tirou o atacante Dinei da partida.

Ainda tinha mais de Edno no jogo. Viniciu entrou na área e foi derrubado. Na cobrança, sem chances para o goleiro Bruno, o atacante Edno marcou o segundo dele no jogo. Gol que deixava o Vitória fora da zona

FICHA TÉCNICA
Vitória X Criciúma
Campeonato Brasileiro – 31ª rodada
Local: Barradão, em Salvador (BA) 
Data: 25/10/2014
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (Fifa-RS) 
Assistentes: Rafael da Silva Alves e José Javel Silveira (ambos do RS) 
Cartões amarelos: João Vitor, Ronaldo Alves e Joilson (Criciúma)
Gol: Cáceres, Edno / Rodrigo Souza

Vitória: Júnior Fernández; Nino Paraíba, Roger Carvalho, Kadu e Mansur; Cáceres, José Welison, Richarlyson e Edno (William Henrique) Vinícius (Beltrán) e Dinei (Ednei). Técnico: Ney Franco

Criciúma: Bruno; Eduardo, Joílson, Ronaldo Alves e Cortez; Rodrigo Souza (Bruno Lopes), Serginho, João Vitor (Zé Carlos) e Cleber Santana; Lucca (Roger Gaúcho) e Souza. Técnico: Gilmar Dal Pozo.. BAHIA NOTICIAS

Nenhum comentário:

Postar um comentário