PÁGINAS

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Vitória vacila e fica no empate sem gols com a Chapecoense


O jogo não empolgou, pelo contrário. Deixou o torcedor do Vitória muito preocupado, não só pela atuação, mas também pelo resultado. Em uma tarde nada inspirada, o rubro-negro baiano não jogou bem e ficou apenas no empate sem gols com a Chapecoense, na tarde deste domingo (17), no Barradão.
Com o resultado decepcionante de 0 a 0, em casa, o Vitória agora ocupa a 15ª posição, apenas um ponto na frente do maior rival, Bahia, que é o primeiro integrante do Z4.
Na próxima rodada, no Estádio Couto Pereira, o leão terá um importante confronto para o futuro da equipe no Brasileirão. Diante do Coritiba, fora de casa, na quarta-feira (20), às 21h, o Vitória defenderá sua permanência fora da zona do rebaixamento.
Jogo
O Vitória foi quem tomou a iniciativa da partida. Logo aos, 4, após passe de Cáceres, o centroavante Dinei recebeu um bom passe na grande. O centroavante, porém, vacilou e deixou a bola escapar. A resposta da Chapecoense não demorou muito para ser criada, ainda que bem timidamente. Aos 8, de fora da área, Bruno Rangel arriscou e o goleiro Wilson encaixou no centro do gol.

Gol anulado
Os visitantes assustariam o goleiro Wilson mais uma vez aos 18 minutos. Zezinho, após passe de Bruno Rangel, pegou muito embaixo da bola e isolou o que poderia ser o primeiro gol da partida em Salvador. Quem acertou a mira, mas não pode comemorar foi o atacante
Dinei, do Vitória. Aos 20, Marcinho cruzou na medida para o camisa 9, de cabeça, colocar no ângulo direito, sem chances para o arqueiro da Chapecoense.

O auxiliar, porém, considerou posição irregular e anulou o tento do leão.

Chapecoense cria chances
O jogo ficou bom no Barradão. Aos 23, após troca de passes, o volante Dedé recebeu um belo passe de frente para o gol, na entrada da área. Ele, no entanto, finalizou pelo lado direito e a bola saiu para fora. A marcação rubro-negra era frágil. Não foi à toa que o meia Camilo, com liberdade, quase marcou o dele. Bateu da entrada da área e o goleiro Wilson segurou.

Aos 36, pela segunda vez na etapa inicial, Meza falhou e entregou o ouro ao volante Cáceres. O jogador do Vitória, nos dois presentes que recebeu, não esteve bem e finalizou para fora.

Etapa final
O segundo tempo começou com o Vitória em cima. Aos 2, o lateral-direito Ayrton soltou uma bomba e a finalização passou muito próximo ao gol de Danilo. Depois disso, com o time catarinense na defesa, o rubro-negro foi detentor de quase 70% da posse de bola, mas sem conseguir transformar a superioridade em oportunidades de gols.

Além de Beltrán no lugar de Dinei, no intervalo, o treinador Jorginho tentou dar mais velocidade ao time. Tirou o meia Marcinho e proporcinou a estreia do jovem atacante Marcos Júnior.

Vitória assusta
Aos 26, quando teve uma grande chance de abrir o placar, o rubro-negro baiano errou na pontaria. José Welison foi desarmado por dois zagueiros, na entrada da grande área, mas a bola sobrou nos pés do atacante Caio. Destaque do leão nos últimos jogos, inclusive marcando gols, ele desapontou. De frente para o goleiro Danilo bateu errado e mandou pela linha de fundo.

O lance animou o Vitória. Após cruzamento, a defesa da Chapecoense não cortou como deveria. Euller pegou a sobra de fora da área e bateu muito forte, levando perigo a Danilo.

Faltando dez minutos, precisando marcar o gol, Jorginho deixou o Vitória mais ofensivo. Tirou o volante José Welison e colocou no jogo o rápido atacante William Henrique. No entanto, minutos depois, foi a Chapecoense que quase saiu na frente do marcador no Estádio do Barradão.

Em cobrança de falta, Zezinho bateu com categoria e o goleiro Wilson fez uma bela e importante defesa no canto esquerdo, espalmando para fora.

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA X CHAPECOENSE
Campeonato Brasileiro – 15ª rodada
Local: Estádio Manoel Barradas (Barradão), Em Salvador
Data: 17/08/2014
Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (FIFA)
Auxiliares: Cleriston Clay Barretos Rios (FIFA) e Carlos Henrique Selbach (RS)
Cartões amarelos: Ayrton (Vitória) / Jaílton (Chapecoense)
Renda: R$ 162.781 
Público Total: 11775

Vitória: Wilson; Ayrton, Roger Carvalho, Kadu e Euller; Adriano, Cáceres, José Welison (William Henrique) e Marcinho (Marcos Júnior) ; Caio e Dinei (Beltrán). Técnico: Jorginho

Chapecoense: Danilo; Fabiano (Grolli), Enrique Meza (Diones), Jailton e Ednei; Wanderson, Dedé, Abuda e Zezinho e Camilo (Tiago Luís); Bruno Rangel. Técnico: Celso Rodrigues. Bahia Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário