PÁGINAS

sábado, 9 de agosto de 2014

Ajustando o foco...! Profissionais de comunicações do candidato ao Senado, Otto Alencar, cuidando do enquadramento, no comício em S.A.JESUS


Por ANTONIO MASCARENHAS
Dentre os profissionais que geralmente atuam nas comícios protagonizados pelas caravanas das diversas facções políticas,  os da área de comunicação.  E não é diferente do que acontece na chapa encabeçada por Rui Costa, especialmente pela equipe de Otto Alencar que, utiliza-se do trabalho de diversos profissionais para a produção de fotos e vídeos sobre o andamento da campanha eleitoral. Utilizando-se de várias câmeras, eles captam, de ângulos diferentes, as nuances desses eventos, captando participação de público, emoções, arroubos, enfim, flagrantes que, depois são utilizados para peças publicitárias, arquivos pessoais e que servem, também,  para balizamento dos trabalhos até então realizados. Um trabalho importante e que serve para nortear acerca de rumos a serem, eventualmente tomados para prosseguimento dos trabalhos. Acontece que muitos candidatos arvoram-se a  alçar voo nas hostes políticas sem o devido cuidado para esse monitoramento e, via de regra, acabam desembolsando grande volume de recursos porque ficam, simplesmente, fadados  a acreditar em determinados cabos eleitorais que sequer se auto-representam. Divulgação de propostas através da mídia não deve ser encarado apenas como despesas, mas, também, como investimento. 
O PERIGO QUE REPRESENTA UMA CÂMERA ATUANDO EM GRANDE ANGULAR
Atuando na noite dessa sexta-feira,08,  no comício da chapa encabeçada por Rui costa, Otto Alencar e participação do governador Jaques Wagner e candidatos a deputados federais e estaduais, ao lado do estádio municipal, tivemos, por exemplo, oportunidade de produzir fotografias que preferimos não divulgar, por questão de princípios éticos. Além da utilização de recursos fotográficos como abertura da íris, velocidade do obturador, ISO e outros fundamentos, o grande "perigo" para determinadas situações repousa, justamente, no enquadramento. Enquanto em "teleobjetiva" a lente prioriza ou limita, ao contrário,  quando em "grande angular" mostra tudo. Quem conhece um pouco mais sobre fotografia e posicionamentos cênicos, sabe o que isso significa. E, em política, principalmente, a lente aberta (ou fechada para captar determinadas situações), convenhamos, incomoda a muitos. Fotos Antonio Mascarenhas 


Nenhum comentário:

Postar um comentário