PÁGINAS

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Felipão não continuará como treinador da seleção brasileira


O final da Copa do Mundo no Brasil, coincidentemente, foi o ponto final também da segunda 'Era Felipão' à frente da seleção brasileira de futebol. No final da noite deste domingo (13), de acordo com informações da Rede Globo, o técnico Luiz Felipe Scolari foi comunicado que não seguirá como comandante do time canarinho. Além dele, a emissora informou que o coordenador da seleção, Carlos Alberto Parreira, não renovará o contrato com a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), assim como outro membros da comissão técnica: Flávio Murtosa (auxiliar). Felipão, que na segunda passagem conquistou o título da Copa das Confederações, deixou o comando da seleção brasileira depois de 29 partidas. Neste período, inferior a dois anos, Scolari venceu 19 vezes, empatou seis e perdeu apenas em quatro oportunidades, duas delas na Copa do Mundo. Foi sob seu comando, no mundial, que o Brasil sofreu a maior goleada da história ao perder para Alemanha por 7 a 1. O anúncio oficial da CBF, segundo a Globo, acontecerá nesta segunda-feira (14) através do presidente José Maria Marín. O nome do provável substituto não está confirmado, mas, dentro do mercado nacional, o ex-treinador do Corinthians Tite ganha força. Desde que saiu do time paulista, no início do ano, o técnico segue sem assumir qualquer agremiação. Seja Tite ou qualquer outro treinador, o comandante da seleção brasileira terá muitas batalhas pela frente: Copa América, Eliminatórias para Copa de 2018 e Olimpíada (2016).B>Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário