PÁGINAS

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Confira essa análise sobre o futebol brasileiro e, em especial, a seleção brasileira

Por RONALDO PERES (de Portugal)
Com o Campeonato do Mundo já terminado é tempo para um balanço e análise não só a seleção brasileira mas também ao futebol no país. Isto porque, apesar da Copa ter acabado de forma inglória para a seleção tem que se ter em conta, com uma análise fria, que esta seleção deixava muito a desejar especialmente comparando com outras relativamente recentes que o Brasil teve e não fosse a Copa ter sido no Brasil e se calhar nem as semifinais eram uma expectativa real.
Nesse sentido, é de averiguar se em termos de futebol interno o Brasil e a Federação de Futebol estão a fazer tudo para que o futebol do país esteja ao nível que sempre lhe é exigido e devia demonstrar sendo a equipe com mais títulos mundiais. Isto porque, é fato que o Campeonato Brasileiro tem crescido em qualidade e tem garantido o regresso de muitos jogadores. Isso se reflete em sites de casas de apostas e vários jogos temáticos online e patrocínios que se adaptam a esta realidade mesmo no Brasil onde alguns jogos são proibidos. Sites como CasinoOnline.pt/roleta disponibilizam jogos de casino adaptados à realidade de campeonatos, competições, eventos e jogadores futebolísticos e a prova disso era também a criação do jogo de slots “Soccer Safari” precisamente para o mundial no Brasil.
Mas, por outro lado, esse regresso de muitos dos atletas pode custar ao futebol brasileiro alguma qualidade e intensidade que em provas como o Campeonato do Mundo custam caro. Um dado que prova isto é que jogadores que até há pouco tempo eram considerados para a seleção e também como algumas das maiores promessas do futebol mundial hoje quase não se fala neles e estão descartados da canarinha, especialmente no ataque em que Neymar e Hulk independentemente da sua qualidade deixam algo a desejar quando comparamos com anos em que nomes como Ronaldo, Ronaldinho Gaúcho, Romário, Bebeto, Denilson, Rivaldo, Robinho, Adriano, Kaká, etc. davam outras garantias. Outros  dados são importantes, apesar disso trazer mais qualidade e intensidade ao Campeonato brasileiro ainda assim é inferior a qualidade praticada na Europa e isso reflete-se no futebol praticado.
Um outro aspecto passa precisamente pela especialização dos treinadores que, por algum motivo, no Brasil parece não ser de grande importância. Isto não só para a formação mas também para a qualidade e exigência dos jogadores no Campeonato brasileiro é vital e deverá ser modificado sob o risco do Brasil perder a hegemonia do futebol mundial.

Nenhum comentário:

Postar um comentário