PÁGINAS

terça-feira, 15 de julho de 2014

Apoio logístico e orientações aos carregadores foi a temática na reunião promovida pela Diretoria de Comércio e IndústrIa em S.A.JESUS

Por ANTONIO MASCARENHAS
A Feira Livre é o local onde "deságua" parte substancial da produção agrícola deste e de outros municípios, bem como produtos oriundos de outras regiões. A Feira Livre Configura-se com um dos principais centros de comercialização de alimentos de Santo Antonio de Jesus e, como tal, há uma grande movimentação desses produtos nos dias de quarta, sexta e sábado e, nesse contexto, o envolvimento de muitos carregadores que prestam serviços aos comerciantes (carga e descarga de caminhões e outro veículos utilitários) e  à clientela que, nos diversos segmentos (mandioca, carnes e vísceras, alimentação, cereais, agronegócios e confecções), adquirem produtos. Serviços que nem sempre estão em consonância com as premissas buscadas pela administração municipal e, em especial, as que são emanadas da Secretaria de Agricultura, Comércio, Indústria e Meio Ambiente, sob o comando de José Carlos Toneto. Desenvolvendo um brioso trabalho na sua pasta, a Diretora de Comércio e Indústria, Dra. Gilsonilda Correia convocou uma reunião com os carregadores no intuito de ouvir deles, as dificuldades reinantes e, por extensão, as reivindicações, visando oferecimento de um  serviço mais qualificado na Feira livre e que atenda aos anseios dos feirantes e do público consumidor. Segundo ela, será a administração  fará distribuição de fardamento para que haja melhor identificação desses prestadores de serviços. Assevera, também, que todos deverão atender ás determinações, seja no que concerne ao tratamento à clientela, seja no tocante à obediência de determinadas normas, dentre elas a de não circulação com carros de mão em algumas áreas da feira Livre. 
SEGURANÇA
Reputamos como meritórias essas medidas, mesmo porque a população precisa, além de tratamento qualificado, segurança no que diz respeito aos produtos conduzidos por esses prestadores de serviços. Obviamente, todos são pessoas sérias mas, infelizmente, como vinha acontecendo, a falta de identificação ensejava a infiltração de pessoas estranhas no meio e, por extensão, a ocorrência de ilícitos. A adoção dessas medidas são tempestivas e, com certeza, produzirão resultados. Fotos Antonio Mascarenhas

Nenhum comentário:

Postar um comentário