PÁGINAS

quarta-feira, 25 de junho de 2014

PRECONCEITO: Atacante italiano usou sua conta do Instagram para responder as críticas dos torcedores e da imprensa italiana

Uma das grandes esperanças da Itália na Copa do Mundo, Mario Balotelli, se disse triste e desapontado pela eliminação precoce de sua seleção no mundial. Porém, o atacante rebateu as duras críticas dos torcedores. 
Balotelli é de origem ganesa, mas foi criado na Itália. Mesmo assim, o atancate já foi alvo de ofensas racistas e alguns torcedores dizem que ele não representa a Itália, por ser negro. 
Para responder as críticas, o jogador do Milan utilizou sua conta no Instagram para publicar o vídeo de um homem pedindo para ele "se retirar, já que não é italiano". 
"Eu sou Mario Balotelli. Eu tenho 23 anos e eu não escolhi ser italiano. Eu realmente queria, porque nasci e sempre vivi na Itália. Eu queria muito jogar este Mundial e estou triste, com raiva e desapontado comigo mesmo. Talvez se eu tivesse feito gol contra a Costa Rica, poderia ter razão... Mas pode? Então qual é o problema? O que você dizer com tudo isso? Não me culpe, eu posso errar, mas não desta vez, porque Mario Balotelli deu tudo para a equipe nacional e não perdeu nada ao nível do personagem. Portanto, procure outra desculpa porque Mario Balotelli tem a consciência limpa e está pronto para seguir em frente mais forte do que antes e com a cabeça erguida. Orgulhoso de ter dado tudo para o seu País. Ou talvez, como você diz, eu não sou italiano. Os africanos nunca abandonariam seu “irmão”. SEMPRE. Nós negros, como você chama, estamos anos luz à frente. Vergonha que não podem perder um gol. Embaraçosas são ESTAS COISAS. Italiano de verdade! Certo?", escreveu Balotelli. IG
Na Copa do Mundo do Brasil, o atacante italiano marcou apenas um gol, na vitória da Itália por 2 a 1 sobre a Inglaterra, na estreia. Nas duas partidas seguintes, derrotas para a surpreendente Costa Rica e para o Uruguai, ambas por 1 a 0. Assim, a seleção tetracampeã do mundo deixa o mundial logo na primeira fase pela segunda vez consecutiva. Leia mais: "Precisamos de homens de verdade, não de figurinhas da Panini", diz De Rossi

Nenhum comentário:

Postar um comentário