PÁGINAS

sexta-feira, 27 de junho de 2014

Playboy diz não ter sido notificada e manterá venda de revista de ex-Neymar

Quase 24 horas após Neymar divulgar em seu site a decisão da Justiça obrigando a retirada da revista Playboy das bancas, a publicação masculina ainda não foi notificada. Em contato com a reportagem do UOL Esporte, Sérgio Xavier, diretor de redação da revista, disse que não recebeu nada relacionado ao tema.
"Não teve uma decisão porque a causa não foi julgada. Foi uma liminar, uma decisão provisória, só que a gente não recebeu a notificação, por enquanto não existe nada e a revista segue na banca", disse Xavier, que admite retirar a revista das bancas caso receba a notificação.
"A gente respeita sempre a Justiça, e o nosso jurídico está preparado para entrar com outra liminar para derrubar essa liminar", completou.
De acordo com a nota publicada por Neymar, a liminar, concedida pela 3ª Vara Cível da Capital, foi concedida, pois a revista divulga uma "mentira sobre a vida pessoal" do jogador, além de explorar sua imagem, nome ou seus atributos sem autorização.

Questionado sobre a acusação de "mentir", Sérgio Xavier diz que a apuração da revista confirmou o relacionamento entre os dois.

"Affair deles saiu em vários lugares do mundo, a gente fez a nossa apuração e foi tudo confirmado. Estranho ele negar, mas cada um pode dizer o que quiser, não tem muito comentário para isso", finalizou.

Segundo o diretor da revista, a publicação seguirá nas bancas normalmente até o dia 14 de julho, quando a nova edição chega às bancas, caso não seja notificado neste período.

A nota publicada pelo site de Neymar na última quarta-feira diz que a Editora Abril poderá ser multada em até R$ 10 mil por dia caso a liminar não seja cumprida.

Procurada pela reportagem para comentar o assunto, a modelo Patrícia Jordane não quis se pronunciar sobre o assunto.Autumn Sonnichsen/PLAYBOY. UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário