PÁGINAS

sábado, 14 de junho de 2014

Maradona critica vaias contra Dilma na abertura da Copa

Maradona critica vaias contra Dilma na abertura da Copa
O craque e principal jogador de todos os tempos da Argentina, Diego Maradona, criticou as ofensas proferidas contra a presidente, Dilma Rousseff, na abertura da Copa do Mundo, na última quinta-feira (12) em São Paulo. "É uma vergonha. Eu não vou assistir a mais nenhuma partida nos estádios. Eu vou ver no hotel, pela televisão", disse Maradona à equipe que o acompanhava no Itaquerão. O ex-jogador afirmou que ia torcer para o Brasil e se mostrou surpreso quando a Croácia fez o primeiro gol com um toque contra do lateral-esquerdo Marcelo. Depois, ele avaliou o jogo. "Eu não gostei do Brasil", diz Maradona. "Não gostei da defesa. O ataque está bom. A bola sempre passa pelo Neymar. E isso é bom," afirmou à coluna de Mônica Bergamo, da Folha. O ex-jogador é simpatizante de governos de esquerda da América Latina e nutriu amizade com Hugo Chávez, ex-presidente da Venezuela. "Não há outro Chávez, assim como não há outro Fidel Castro [de Cuba] ou outro Lula", considerou. Antes da partida, Maradona mostrou irritação porque não tinha conseguido achar o lugar reservado a ele na arena. Don Diego, como é também chamado pelos argentinos, acertou o palpite. Antes do jogo, disse que ia ser 3 a 1 para a seleção brasileira.B.Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário