PÁGINAS

terça-feira, 24 de junho de 2014

Com belas defesas de Navas, Costa Rica empata com Inglaterra em 0 a 0

Com belas defesas de Navas, Costa Rica empata com Inglaterra em 0 a 0
A Costa Rica precisava apenas do empate para se garantir líder do Grupo D da Copa do Mundo, e empatou com a Inglaterra em 0 a 0 no Estádio Mineirão, em Belo Horizonte, nesta terça-feira (24) apesar de buscar bastante o gol da vitória. Os ingleses, já eliminados do Mundial, tentaram a todo custo vencer os costarriquenhos para deixar o Brasil com uma vitória. Com o resultado, a Costa Rica enfrenta o segundo colocado do Grupo C, cuja vaga será definida às 17h.


O jogo

Mesmo já classificada, a Costa Rica foi ao Mineirão com força total para garantir a liderança do Grupo D. Desde o início do jogo, a equipe se mostrou ofensiva e partiu para cima dos ingleses. Aos 2 minutos do primeiro tempo, Campbell fez uma bela jogada e tocou para o gol de Foster, mas a bola passou direto pela linha de fundo. Pressionados, os ingleses buscavam se encontrar em campo para conseguir uma vitória e deixar o Brasil com pelo menos um ponto, e o atacante Sturridge levou os ingleses às suas melhores chances na área costarriquenha. Aos 11 minutos de jogo, o atleta recebeu um passe de Wilshere na entrada da área e arriscou de longe, mas a bola passou direto.
 
Depois dos primeiros minutos de pressão da equipe centroamericana, a Inglaterra passou a marcar presença no ataque. No entanto, quando os costarriquenhos se aventuravam na área adversária, levavam perigo. Aos 22 minutos do primeiro tempo, Campbell recebeu uma falta de Lallana na entrada da área, pela esquerda. O meia Borges fez a cobrança e, no susto, o goleiro Foster teve que se esticar para mandar a bola para escanteio. Cinco minutos depois, a Inglaterra voltou a ameaçar a Costa Rica. Após um cruzamento de Milner, Cahill passou para Sturridge, que invadiu a área e se chocou com Duarte. Apesar dos pedidos de pênalti, o árbitro argelino mandou seguir.
 
Em uma cobrança de escanteio de Barkley, Minlner cabeceou e a zaga teve que mandar a bola de volta para a linha de fundo. Na segunda cobrança da Inglaterra, Phil Jones escorou a bola e Sturridge cabeceou com muito perigo para o goleiro Navas, mas a bola foi para fora. Os costarriquenhos voltaram a chegar com perigo aos 39 minutos do primeiro tempo, quando Gamboa subiu para o ataque pela direita e cruzou fechado para a área, forçando o goleiro Forner a se esticar para pegar. A partir dos 40 minutos de jogo, as duas equipes diminuíram o ritmo e passaram a buscar o contra-ataque. Aos 42, Barkley recebeu um lançamento de Sturridge, conseguiu fugir da marcação e chutou para longe do gol da Costa Rica.

Segundo tempo

As duas equipes voltaram no segundo tempo com as mesmas formações. A Inglaterra chegou para o segundo tempo ainda mais ofensiva e buscando chances para abrir o placar. Aos 3 minutos de jogo, Sturridge recebeu um belo lançamento e, em posição legal, ficou de cara com o goleiro Navas. O arqueiro costarriquenho saiu do gol para a dividida e conseguiu defender, mas foi atingido na perna pela chuteira do atacante inglês. Três minutos depois, Milner fez uma boa jogada e tocou para Lallana. O meia cruzou, mas a zaga da Costa Rica conseguiu afastar o perigo. Aos 14 minutos, Lallana chegou com velocidade pela esquerda e tentou cruzar rasteiro para Stirrdge, mas o goleiro Navas saiu da meta para defender.

O técnico Jorge Luís Pinto colocou o meia Bolaños no lugar de Randall Brenes para conseguir a vitória sobre os ingleses. O técnico Roy Hodgson, por sua vez, colocou Sterling no lugar de Lallana, que tinha um cartão amarelo. Aos 16 minutos, Bolaños mostrou a que veio e chutou forte de fora da área para a defesa de Foster. Com 19 minutos, Sturridge levou a Inglaterra a uma das suas principais chances. O atacante inglês tabelou com Milner e, da área, chutou rasteiro para o canto esquerdo de Navas, mas a bola passou raspando pela linha de fundo. O treinador costarriquenho voltou a alterar o time, desta vez para poupar os seus jogadores, e tirou Campbell para a entrada de Ureña. A Inglaterra voltou a chegar com perigo com Sturrdge, de novo, quando o jogador recebeu pela esquerda e foi derrubado na área por González, mas o árbitro marcou o escanteio.

O treinador inglês colocou em campo Gerrard e Rooney para melhorar os ataques da equipe e tentar, nos últimos minutos, a vitória. Com a entrada dos atletas, a Inglaterra teve uma melhora na troca de passes no meio de campo. Aos 34 minutos, Rooney recebeu um lançamento e, de fora da área, matou a bola no peito, girou e chutou de cavadinha para tentar marcar por cima de Navas. O goleiro costarriquenho subiu para tirar com um tapa e mandou a bola para escanteio. A seleção da Costa Rica, por sua vez, trabalhava a defesa para não sofrer com um gol no final da partida. A equipe da América Central voltou a chegar com Ruiz aos 39 minutos, quando o jogador tocou da entrada da área para Bolaños. O camisa 7 tentou fazer a finta na linha de fundo, mas não conseguiu e a bola foi para fora. Com 40 minutos de jogo, a Costa Rica trocava passes no meio de campo, valorizando a posse de bola e segurando o placar no 0 a 0 que lhes daria a liderança. Com 43 minutos, Gerrard cobrou uma falta na área e Rooney tentou cabecear, mas passou direto.

FICHA TÉCNICA
Copa do Mundo
Costa Rica x Inglaterra
Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 24 de junho de 2014, terça-feira
Horário: 13h (de Brasília)
Árbitro: Djamel Haimoudi (Argélia)
Assistentes: Redouane Achik (Marrocos) e Abdelhak Etchiali (Argélia)
Cartões amarelos: González (CRC); Barkley, Lallana (ING)
 
Costa Rica: Navas; Gamboa, Roy Miller, Duarte, González e Junior Diaz; Borges (Barrantes), Tejeda e Bryan Ruiz; Randall Brenes (Bolaños) e Campbell (Ureña). Técnico: Jorge Luís Pinto.
 
Inglaterra: Foster; Phil Jones, Cahill, Smalling e Shaw; Lampard, Milner (Wayne Rooney), Wilshere (Gerrard), Barkley e Lallana (Sterling); Sturridge. Técnico: Roy Hodgson.

Nenhum comentário:

Postar um comentário