sábado, 10 de maio de 2014

Wagner se encontra com militantes do MST e promete novas escolas em assentamentos

O governador Jaques Wagner recebeu neste sábado (10) cerca de 700 integrantes do Movimento Sem Terra (MST), no Centro Administrativo da Bahia (CAB). No início da tarde, Wagner se reuniu com lideranças do MST, mas depois falou com integrantes do movimento que estavam em frente ao prédio da Governadoria

O MST apresentou ao governo onze reivindicações, incluindo a negociação com as empresas de celulose para liberação de 30 mil hectares para uso na reforma agrária - há previsão de que a primeira etapa da emissão de posse desse terreno aconteça ainda este ano.
O governo também irá concluir cinco colégios e construir mais quatro unidades de ensino nos assentamentos, além de construir quadras poliesportivas, melhorar acesso aos assentamentos e entregar cinco tratores
Entre as reivindicações do MST estavam também reestruturação dos assentamentos, abertura de aguadas, construção de mais colégios e conclusão da investigação sobre o assassinato do militante Fábio Santos. O crime foi em 2 de abril do ano passado, mas mesmo mais de 1 ano depois do fato ainda não foram presos responsáveis.
Governador se reuniu com lideranças do MST (Foto: GOVBA)
Fábio foi morto com 15 tiros na frente de parentes quando seguia para uma comunidade rural em Iguaí. Em setembro do ano passado, manifestantes foram até a frente da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA) para cobrar agilidade na investigação - na ocasião, o subsecretário Ari Pereira chegou a atirar na direção de militantes, segundo a secretaria para evitar uma invasão.
“Nesses quase oito anos de governo sempre atendemos as reivindicação do MST, porque achamos justas. Avançamos muito nesses últimos anos, com a construção de escolas, melhorias na saúde dos assentados e negociando junto ao Governo Federal a reforma agrária tão sonhada para assentar mais trabalhadores rurais”, diz em nota o governador Jaques Wagner.Correio




Nenhum comentário:

Postar um comentário