PÁGINAS

segunda-feira, 12 de maio de 2014

Stº Antº de Jesus: Após reunião, médicos do Luis Argolo anuciam demissão em massa

Aconteceu nesta segunda-feira (12) uma reunião entre os médicos da Santa Casa de Misericórdia de Santo Antônio de Jesus para decidir sobre a demissão coletiva dos profissionais da área de saúde. Durante o encontro, os médicos decidiram pedir demissão em massa. O médico cirurgião Antônio Carlos em entrevista a nossa reportagem informou que 100% dos médicos pediatras, obstetras e anestesistas pediram demissão do Hospital e Maternidade Luís Argolo pelo SUS, acrescentando que é um absurdo o HRSAJ receber milhões de reais por mês, enquanto a Santa Casa do município recebe R$ 370.000,00. “Vamos parar nossas atividades de uma vez por todas.
Na reunião todos bateram o martelo de que realmente não tem mais como continuar”, disse. Segundo ele, a mesa de diretoria e corpo clínico votou por unanimidade no pedido de demissão coletiva. Pensando na população, o médico questiona: “Como fica as mães Santoantonienses?”. Ele explicou que o repasse feito pela Prefeitura Municipal através do dinheiro que vem pelo Ministério da Saúde é insuficiente para custear os gastos, completando que num parto cesárea se gasta R$ 1.300,00 e é repassado pouco mais de R$ 400,00.
O profissional de saúde não opinou com relação ao que a prefeitura irá fazer, mas garantiu que haverá uma reunião dos médicos com o presidente do SINDIMED (Sindicato dos Médicos da Bahia), será protocolado junto com o jurídico do sindicato as demissões e será dado um prazo útil para que a prefeitura e o Governo do Estado se adequem para resolver o problema com relação ao SUS.

Sobre o seu acompanhamento à carência de uma boa saúde que está afetando a população da cidade, ele diz que é muito triste essa questão, já que as pessoas dão prioridade ao prazer momentâneo, voltando a “política de Roma”, dando “pão e circo”, “você dá pão que é o Bolsa Família e o circo que são as festas e infelizmente não trata de fato os problemas sociais da sociedade, então é preciso ser resolvido. Não adianta esse tipo de política, pois não vai a lugar nenhum”, acrescentou. Os médicos do Hospital e Maternidade Luís Argolo, Dr. Antônio Carlos, Dr. Gil, Dr. Francisco Freire e Dr. Trigo pararão de atender no SUS e garantiram que serão apresentados a imprensa local dados na prática do que acontece, quais os recursos dos municípios circunvizinhos, as planilhas de custo, o que é feito diariamente na Santa Casa para que seja presenciado a realidade.Voz da Bahia. MG Noticias. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário