PÁGINAS

terça-feira, 6 de maio de 2014

SINTAGRI- Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura faz alerta ao governo sobre greve da EBDA

NOTAS RÁPIDAS
Ano III nº 183 - 06/05/2014 - Filiado a Faser e Fetrab
REUNIÃO COM O LÍDER DO GOVERNO
O Deputado Zé Neto, Lider do governo do Estado da Bahia, em reunião com o SINTAGRI (05/05/2014), comprometeu-se a, diretamente, manter contato com as instâncias decisórias do Governo do Estado da Bahia visando encontrar uma solução para as negociações relativas aos passivos trabalhistas dos dissídios coletivos 1999 e 2003.
Evidentemente, os dirigentes do SINTAGRI aguarda um posicionamento do Governo do Estado, mas por decisão dos Trabalhadores da EBDA mantém a greve iniciada 24/03/2014, ou seja, há 43 dias.
O BOM COMBATE
Paralelamente ao movimento grevista, os Trabalhadores da EBDA estão organizando uma grande concentração em Salvador-BA no dias 7 e 8 de maio de 2014. Esta atividade está sendo denominada por: “O BOM COMBATE”.
O Sindicato dos Trabalhadores Públicos da Área Agrícola do Estado da Bahia – SINTAGRI, coordena a grande manifestação dos Trabalhadores da EBDA, que será iniciada na sede da empresa na Av. Dorival Caymmi, às dez horas da manhã (07/05) e irá até a Governadoria do Estado para requerer uma negociação imediata.
Os Trabalhadores da EBDA estão dispostos a manter a luta pelo pagamento dos passivos trabalhistas relativos aos dissídios coletivos 1999 e 2003, exigindo a conclusão das negociações, conforme requerimento assinado junto ao Juízo de Conciliação de 2ª Instância – TRT/BA pelo SINTAGRI e o Governo do Estado da Bahia/EBDA, em setembro de 2012.
Os cálculos do débito trabalhista foram elaborados com a participação sindical, da empresa e da Procuradoria Geral do Estado e o seu valor estabelecido e registrado em Ata no Juízo de Conciliação de 2ª Instância – TRT/BA, por consenso das partes.
Somente falta o Governo do Estado da Bahia/EBDA fazer sua proposta de negociação, ou seja, cumprir ao que se propôs em 2012: negociar a dívida confessada em juízo.Enviado, via e.mail, por Geraldo Carvalho

Nenhum comentário:

Postar um comentário