PÁGINAS

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Moradores manifestam-se contra demolição de ampliações em unidades residenciais do Conjunto Zilda Arns, em S.A.JESUS

Por ANTONIO MASCARENHAS
LUZIA (presidente da Associação das Mães e do Residencial Vila Viva) e JOILSA (presidente do Residencial Zilda Arns), conjuntos habitacionais integrantes do Projeto Minha Casa Minha Vida, no Bairro do Cajueiro, em Santo Antonio de Jesus, externizam insatisfações diante da pretensa demolição, na manhã dessa quinta-feira, 08, de ampliações" em algumas das unidades residenciais, denominadas "puxadinhos", adjetivo, aliás,  rechaçado por parte de moradores que argumentam que as modificações objetivam melhorar as condições dos aludidos imóveis. Morador mostra porta quebrada e tece considerações acerca do teor do documento recebido da instituição creditícia. 
Reclamam das condições em que foram entregues às casas.Representando os moradores, elas esperam que o Ministério Público possa, em sintonia com a Caixa Econômica, retroceder no que concerne às aludidas demolições mesmo porque, segundo elas, o contrato não contém clausula que vede ampliações mas, sim, mudanças estruturais nas áreas já construídas. Cá entre nós, pela "jurisprudência popular" que já se estabeleceu no país afora, se não houve fiscalização prévia, demolição não haverá. Ademais, a Caixa pecou se não deixou isso bem esclarecido junto aos moradores. Os documentos que eles têm em mãos não constam nenhuma cláusula proibitiva com relação às aludidas ampliações. Será que a Caixa vai colocar esse pessoal no "olho da rua", por conta de não cumprimento das orientações, por ventura efetuadas? Cá entre nós, duvidamos. 
(www.tvsaj.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário