PÁGINAS

terça-feira, 13 de maio de 2014

Ingerência político-partidária e más administrações da Santa Casa levaram Luiz Argolo ao fundo do poço

Por ANTONIO MASCARENHAS
Em pronunciamentos através da Recôncavo FM, na manhã dessa segunda-feira, 11, em Santo Antonio de Jesus, os abnegados médicos Antonio Carlos e Francisco Freire responderam a questionamentos acerca do verdadeiro caos que impera no Hospital Luiz Argolo, em santo Antonio de Jesus, no que concerne a atendimentos através do SUS. Segundo eles, os profissionais que ali laboram e que atendem através do Sistema Ünico de Saúde deverão parar suas atividades por conta de salários atrasados e falta de condições logístico-operacionais ao desempenho de suas atividades. 
Deveras lamentável a situação que passa essa tradicional institucional de saúde que serve a este e outros municípios da região. Uma situação agonizante e que deixa a população vulnerável, sobretudo na área de obstetrícia. E quem mais sofre com essa situação é, via de regra, os mais humildes. 
INGERÊNCIA POLÍTICA E MÁS ADMINISTRAÇÕES
A exemplo do que aconteceu com o Esporte Clube Bahia que foi ao fundo do poço na administração do  Deputado Federal Marcelinho Guimarães, o Hospital Luiz Argolo também foi vítma de ingerência política e más administrações por parte de alguns dirigentes da Santa Casa que levaram-na, paulatinamente, a essa lamentável situação. Algumas áreas foram vendidas e/ou alugadas para outras instituições, e o déficit reinante permaneceu. Até que ponto o Conselho Fiscal da entidade acompanhou, de perto, essas negociações? Até onde o Ministério Público foi provocado para apurar a aplicação dos recursos? O povo precisa saber. Deixar que o Hospital feche é se estar colocando a população, substancialmente, as camadas mais carentes, numa verdadeira "sinuca de bico". Seria de bom alvitre que o Ministério Público provocasse uma auditoria para apuração de fatos, mesmo porque dinheiro público está em jogo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário