PÁGINAS

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Datafolha: Aécio sobe 4 pontos e chance de 2º turno cresce

Pesquisa mostra tucano com 20% das intenções de voto, contra 37% de Dilma e 11% de Campos. Soma dos rivais supera número da presidente por um ponto

A presidente Dilma Roussef, o senador Aécio Neves e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (Antonio Cruz/ABr e Dida Sampaio/Estadão Conteúdo)
A nova pesquisa eleitoral do instituto Datafolha sobre a disputa presidencial, divulgada nesta sexta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo, mostra um crescimento de quatro pontos do pré-candidato do PSDB Aécio Neves. De acordo com o levantamento, o tucano subiu de 16%, no início de abril, para 20%. Dilma Rousseff ainda está na frente, com 37%, um ponto a menos do que na última pesquisa – uma variação dentro da margem de erro de dois pontos. Eduardo Campos, do PSB, aparece em terceiro com 11%, um ponto a mais do que em abril. Votos brancos e nulos somam 16%, enquanto 8% dos entrevistados responderam que estão indecisos. Nanico com mais votos, Pastor Everaldo (PSC) aparece com 3%.
Segundo turno – Os números da pesquisa mostram que aumentou a possibilidade da eleição ser decidida no segundo turno. Segundo o Datafolha, no cenário mais provável, contando os candidatos nanicos, os 37% de Dilma não superariam a soma dos outros presidenciáveis, que juntos têm 38% das intenções de voto. Caso este quadro se repita no dia 5 de outubro, a eleição seria decidida em um segundo turno entre a petista e Aécio. O instituto destaca ainda que nas últimas pesquisas Dilma vem caindo gradativamente, enquanto seus principais adversários estão em ascensão.
Apesar disso, a presidente ainda leva vantagem nas simulações de segundo turno. Em disputa contra Aécio, a petista venceria por 47% a 36%. Contra Campos, o placar seria de 49% a 32%. A diferença nessas projeções, no entanto, também vem caindo nas últimas pesquisas. Em outro dado importante, 86% dos entrevistados responderam que conhecem a presidente Dilma. Para Aécio esse número é de 42% e para Campos, 25% – resultados que podem mudar a partir do início da propaganda na televisão, em 19 de agosto. O Datafolha ouviu 2.844 pessoas entre os dias 7 e 8 de maio, em 174 municípios.
'Volta, Lula' – A aprovação ao governo da petista continua baixa e oscilou de 36%, em abril, para 35%. Em outro dado ruim para Dilma, 58% dos entrevistados se mostraram favoráveis ao "Volta, Lula", declarando que o ex-presidente deveria ser o candidato do PT. Entre os eleitores petistas, esse número sobe para 75%. No cenário com Lula, o petista venceria no primeiro turno com 49%, contra 17% de Aécio e 9% de Campos. Na semana passada, o PT organizou um evento com a presença de Dilma e do próprio Lula para tentar abafar o movimento, que ecoou entre militantes da legenda e partidos aliados.Veja
Leia também:

Nenhum comentário:

Postar um comentário