PÁGINAS

quinta-feira, 29 de maio de 2014

Barbosa diz ao presidente da Câmara que vai se dedicar à vida privada


O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), amenizou nesta quinta-feira (29) especulações em torno de uma possível candidatura do ministro Joaquim Barbosa, que deixará o cargo de presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) cinco meses antes do prazo previsto. Segundo o peemedebista, em visita rápida ao Congresso após o anúncio, Barbosa declarou que vai se dedicar à vida privada. Durante conversa com o parlamentar, o ministro teria afirmado que a decisão já estava tomada há dois meses. “[Joaquim Barbosa] disse que já estava amadurecendo essa decisão, que foi uma experiência importante [o comando do STF], que está saindo com a consciência de dever cumprido. Desejei boa sorte”, contou Alves. O presidente da Câmara aproveitou o encontro para entregar ao chefe da Corte uma cópia da Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) contra a anulação determinada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ao decreto legislativo do Congresso que trata da distribuição das 513 cadeiras da Câmara, o que afetou bancadas de 13 estados. Foto: Reprodução/Istoé.Bahia Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário