PÁGINAS

sábado, 12 de abril de 2014

Torcedor do Bahia dorme na fila para garantir um lugar na final em Pituaçu

Faltando poucas horas para a bola rolar nos gramados do Estádio de Pituaçu, a grande finalíssima pelo Campeonato Baiano, que acontecerá nesse domingo (13/4) com o clássico Ba-Vi, promete grandes emoções. A torcida tricolor garante que vai invadir a área da nação rubro-negro e fazer a festa, mesmo que para isso precise ocupar o espaço da torcida adversária.Com o mando de campo do Vitória, das 29 mil entradas para o jogo em Pituaçu, apenas 3.200 - pouco mais de 10% dos assentos - foram disponibilizados para a “nação tricolor”, que precisou dormir na fila da bilheteria Norte da Arena Fonte Nova, localizada na Ladeira da Fonte das Pedras, para garantir a entrada na partida do jogo de amanhã.Sorte para uns, azar para outros. Com apenas 1h20min de bilheteria aberta, os 1.600 ingressos disponíveis no local se esgotaram e a torcida foi à loucura. Debaixo de um “sol de rachar”, torcedores exaltados e cansados formaram um enorme tumulto no local, necessitando do apoio da Polícia Militar da Bahia (PM-Ba) que reforçou a equipe para conter os ânimos da torcida.“Faça chuva ou faça sol só saio daqui com o ingresso na mão.
Estou aqui desde as 7h da manhã porque preciso ver meu Bahia garantir o empate e erguer a taça que já é nossa”, profetizou o torcedor, Jair Pereira. Assim como o comerciante, o estudante Gabriel da Silva driblou o sono e enfrentou mais de 24h de espera pela venda do passaporte da alegria: “Cheguei aqui às 8h de ontem, pois preciso conferir de perto a vitória do meu time. Se não levar meu ingresso vou invadir a torcida do “Vicetória” e rir da cara deles, porque a gente já sabe que o Bahia vai dar de 3x1", adiantou com ar de convicto. .No ponto de venda, os bilhetes estavam sendo comercializados apenas para a arquibancada, com preço de R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia). Já o setor de cadeiras exclusivo ficou para os sócios do Sou Mais Vitória Ouro. De acordo com a diretoria do Bahia, cada torcedor poderia comprar dois bilhetes, no máximo, aceito somente em dinheiro.Esse limite nas vendas revoltou grande parte da torcida do Bahia que se opôs a enfrentar enormes filas: “Amo muito meu Bahia, mas não enfrento essa situação horrível. Deveria ter igualdade na venda dos ingressos para as torcidas desde o começo, mas, infelizmente nossa organização como sempre deixa a desejar gerando todos esses problemas”, revoltou-se o torcedor Tricolor, Isaac Nascimento.Outro torcedor que não gostou nada do que viu foi Alex Alves. Segundo o engenheiro, cambistas comercializavam ingressos em frente à bilheteria da Arena Fonte Nova, que chegavam a custar R$ 150, tirando o direito da torcida de assistir ao clássico de domingo dentro do Estádio: “Tudo é uma questão de pôr ordem na casa. Eles compraram porque a falta de organização permitiu o erro, agora, nós torcedores temos que pagar pelo erro da diretoria do clube”.Vale lembrar que, para a partida decisiva, o Vitória tem que vencer a final por dois gols ou mais de diferença para garantir o título, caso contrario, qualquer outro placar dará o título ao Bahia. Inserção imagem divulgação. IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário