PÁGINAS

sábado, 8 de março de 2014

Se for candidato, Barbosa será adversário, diz presidente do PT

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou nesta sexta-feira (7) que o presidente do STF, Joaquim Barbosa, será tratado como adversário político do partido da presidente Dilma Rousseff, caso opte por concorrer a algum cargo na disputa eleitoral de outubro.
Barbosa tem até o dia 5 de abril para definir se vai disputar o pleito e se filiar a algum partido.
"Para mim é indiferente. Nós não escolhemos adversários", disse Falcão ao responder se gostaria de ver Barbosa na disputa.
O presidente do STF foi o relator do processo do mensalão, que acabou com a condenação de nomes importantes do PT, como José Dirceu, José Genoino, Delúbio Soares e João Paulo Cunha.
Instado a fazer uma avaliação do desempenho de Barbosa, Falcão foi irônico. "Como político, é um bom magistrado. Como magistrado, é um bom político", afirmou.
Falcão disse acreditar que Barbosa, se optar pela disputa, pode  ser candidato à Presidência ou ao governo do Rio, domicílio eleitoral do presidente do STF.
Falcão participou de um encontro com jornalistas e empresários promovido pela agência de notícias EFE, em São Paulo.

PMDB e imprensa

O presidente do PT preferiu não alimentar a disputa entre seu partido e o PMDB, principal aliado.
Entretanto, ele afirmou que setores do PMDB não devem condicionar a continuidade da aliança nas eleições à aquisição de mais cargos do governo. "A tensão pré-eleitoral vai diminuir", disse.
Sem citar nomes, Falcão ainda fez críticas à oposição e à imprensa. Segundo ele, esses grupos tentam passar uma visão pessimista do Brasil.
O presidente do PT defendeu ainda a aprovação de um projeto no Congresso para tentar acabar com "os oligopólios da mídia".UOL

Nenhum comentário:

Postar um comentário