PÁGINAS

terça-feira, 25 de março de 2014

Governo contrata estudos urbanísticos para ponte Salvador-Itaparica por R$ 7,3 milhões

Governo contrata estudos urbanísticos para ponte Salvador-Itaparica por R$ 7,3 milhões
O Governo do Estado já contratou consultoria para elaboração dos estudos urbanísticos do projeto da ponte Salvador-Ilha de Itaparica, conforme publicado no Diário Oficial do Estado da Bahia (D.O.E.) desta segunda-feira (24). As empresas Demacamp, Instituto Polis e Oficina Engenheiros e Consultores Associados compõem o consórcio que venceu a licitação, por técnica e preço, do serviço, com o valor de R$ 7,3 milhões, 10,9% a menos que o estimado inicialmente. Os estudos, que devem ser concluídos em oito meses, incluem o planejamento da ocupação e do desenvolvimento da região metropolitana de Salvador, Recôncavo e eixo litorâneo sul, afetados pelo projeto. Neste contexto, estão subsídios para o Plano de Desenvolvimento Urbano (PDDU) dos municípios de Itaparica e Vera Cruz e um PDDU intermunicipal.  O “estudo é fundamental, pois dados preliminares apontam que nos próximos 30 anos, com a construção da ponte, a Ilha terá entre 60 e 80 mil novas residências, o que significa que a população saltará de aproximadamente 60 mil para 360 mil pessoas”, afirmou o secretário de Planejamento do Estado, José Sérgio Gabrielli. De acordo com o titular da pasta, os estudos deverão apontar soluções para reduzir o impacto do tráfego nas cidades de influência do projeto.
Os imóveis das áreas urbanas da ilha passarão por cadastramento georreferenciado, para auxiliar a cobrança do IPTU. O edital para construção e concessão da ponte deve ser lançado entre outubro e dezembro deste ano. Depois do início das obras, estimam-se quatro a cinco anos para a conclusão. Com a redução da taxa de juros e o aprofundamento dos estudos sobre a implantação da ponte, o orçamento de R$ 7 bilhões para o projeto de construção da ponte e correlacionados, como o de duplicação das rodovias e investimentos em infraestrutura, passa por revisão.Bahia Noticias. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário