PÁGINAS

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Oferendas à Iemanjá em S.A.Jesus e Vera Cruz contaram com participações de praticantes do candomblé da família Ósónyin, comandada por Niltinho

 Por ANTONIO MASCARENHAS
A Praia de Aratuba, em Vera Cruz, foi o local pela família Ósónyìn, de Santo Antonio de Jesus, para sacramentar a sequência de cerimônias de entrega de presentes (oferendas) à Yemanjá, considerada a "rainha das águas", na cultura do candomblé. 
E as saudações à Yemanjá tiveram início na noite desse sábado, 01, na Barragem do Rio da Dona, nesse município, às margens da BR-101, num evento que, sob o comando do babalorixá Niltinho, Marcelo Santos e outros praticantes do candomblé, logo após terem chegado ao local num ônibus, efetuaram o tradicional ritual de oferendas de flores, alimentos e bebidas, ao som de canções típicas dessa cultura. 

E, nesse domingo, 02, dois ônibus e alguns automóveis conduziram a caravana à Praia de Aratuba, todavia, no trajeto, efetuaram uma parada na Ponte do Funil, BA-001, onde também efetuaram novos rituais com novos cânticos e oferendas deixadas ao lado das águas. 
Encerrados os procedimentos, finalmente o grupo dirigiu-se à Aratuba onde, na residência de Gonçalves, também praticante de candomblé, realizaram samba de roda e capoeira. 
Logo após o almoço, as oferendas foram conduzidas até um local onde 04 (quatro) barcos estavam à espera para conduzir os praticantes e convidados até alto mar, ao som de tambores, pandeiros e agogôs, onde lançaram os presentes à rainha das águas.  
Retornando ao local da concentração, os praticantes dessa cultura africana deram continuidade às rodas para, posteriormente, efetuar as apresentações (ao som de tambores e cânticos específicos) das figuras que, dentro da ordem, representam posições hierárquicas no terreiro de Niltinho, sediado na Rua Vereador João Silva, em Santo Antonio de Jesus. 
O candomblé, de origem africana, é uma das culturas mais praticadas na Bahia, com milhares de seguidores. Cultuando suas divindades, de conformidade com o que preconiza a Constituição Federal, no tocante à liberdade de cultos, o candomblé sempre encontrou resistência no seio da sociedade, todavia, atualmente, as pessoas estão entendendo de que se trata de uma vertente cultural. E a TVSAJ, sintonizada com essa filosofia, não teria por que se esquivar em participar desse evento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário