PÁGINAS

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Ribéry acusa a Fifa de politicagem: 'Estava claro que Ronaldo venceria'

Franck Ribéry não perdeu mais uma oportunidade para criticar a premiação da Bola de Ouro. Em entrevista ao jornal alemão "AZ", o meia do Bayern de Munique acusou a Fifa de politicagem numa decisão que ele considerou controversa: a vitória de Cristiano Ronaldo, astro do Real Madrid e da seleção portuguesa.
- Estava claro que Ronaldo iria vencer. A votação foi estendida por duas semanas. Isso nunca aconteceu antes. Não foi sobre futebol, foi uma decisão política - disse.
O jogador voltou a fazer sua publicidade e argumentou por que acha que deveria ter superado o português e também Lionel Messi.
- Eu ganhei tudo o que podia com o Bayern e individualmente. Ronaldo, por outro lado, não ganhou nada. Não estou triste por ter perdido, mas é algo que me machuca um pouco. Eu merecia levar essa Bola de Ouro.
Ribéry ainda criticou a eleição da seleção do ano, organizada pela FiFPro e com participação dos votos de atletas de todo o mundo.
- Havia apenas três jogadores do Bayern na seleção. Isso é uma loucura. Müller deveria estar ali, assim como Alaba, Schweinsteiger e Robben. Ganhamos cinco títulos e fizemos história. E ainda houve a ausência dos jogadores do Borussia Dortmund. Onde estão Götze e Lewandowski? Isso é impossível - encerrou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário