PÁGINAS

sábado, 18 de janeiro de 2014

Privilegiado com permanência no governo, secretário de Comunicação não teme ciumeira

Além dos componentes da chapa majoritária que integram o primeiro escalão do governo da Bahia – Rui Costa (Casa Civil, candidato a governador) e Otto Alencar (vice-governador, secretário de Infraestrutura e postulante ao Senado) – apenas o titular da Comunicação, Robinson Almeida, terá o privilégio de permanecer na pasta após o mês de janeiro. De acordo com o governador Jaques Wagner, embora seja aspirante a deputado federal pelo PT, o auxiliar ficará pelo menos mais 45 dias no cargo, a fim de concluir "um trabalho na área do Pacto Pela Vida"– programa de segurança pública da administração estadual. Apesar da concessão, o chefe da Secom não teme uma possível "ciumeira" dos colegas. "Não, não. Zero. Todos sabem que eu exerço essas funções mais sistêmicas na área do governo e que era importante dar continuidade", justificou, em entrevista ao Bahia Notícias. 
De acordo com Almeida, ele pretende chegar ao Congresso Nacional para se dedicar prioritariamente ao segmento de prevenção à violência. Entre as suas propostas estão a "reformulação das instituições e das polícias Federal, Civil e Militar", bem como elaborar um plano de ação integrado entre os entes públicos. Mesmo com "bandeiras em comum com o projeto" do atual governador, o secretário não aposta que será candidato de Wagner na chapa proporcional."Não tenho essa pretensão. O governador vai apoiar todos da base e certamente, pela convivência e cumplicidade, eu terei uma ajuda", minimizou. Engenheiro, há sete anos deslocado à área de comunicação, ele promete ainda lutar para "modernizar" e "estimular a competitividade" no setor.Bahia Noticias/Blog do Valente. Inserção foto TVSAJ (www.tvsaj.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário