PÁGINAS

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

Kawasaki Heavy Industries e EEP convidam governador da Bahia para visita ao Japão

Jaques Wagner conhecerá o estaleiro da KHI em Sakaide e o processo de transferência de tecnologia entre os dois países para a operação do estaleiro na Bahia
 Rio de Janeiro, 15 de janeiro de 2014 – A Kawasaki Heavy Industries Ltd. (KHI) e o Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP) convidaram o governador Jaques Wagner para uma visita às instalações da KHI e ao seu estaleiro em Sakaide, onde presenciará o processo de transferência de tecnologia (TTA) e terá contato com os profissionais do EEP que estão sendo treinados no local. A comitiva parte do Brasil no dia 18 de janeiro. A visita vai ao encontro do momento do crescimento do setor industrial presenciado na Bahia. O Estaleiro Enseada do Paraguaçu, localizado no município de Maragojipe (BA), começa a operar ainda este ano, o que impulsiona o crescimento da região.
  “É uma honra apresentar o estaleiro de Sakaide para o governador Jaques Wagner. Queremos dar a ele a dimensão do que será o nosso empreendimento no Recôncavo Baiano, que está sendo construído com o que o que há de mais moderno neste setor. A KHI é referência mundial na indústria naval e nossa parceira tecnológica e sócia, fundamental na efetivação deste projeto.”, afirma Fernando Barbosa, presidente do EEP.  Além das visitas, o governador será recebido por executivos japoneses, que poderão conhecer um pouco dos investimentos que estão sendo feitos na Bahia.


“Conhecer a sede da KHI no Japão e a tecnologia que será adotada no Estaleiro Enseada do Paraguaçu, em Maragojipe, é motivo de orgulho para o Brasil e para a Bahia. Saber que os investimentos feitos na indústria naval no município estão sendo convertidos em desenvolvimento é uma grande satisfação. A obra do estaleiro, que atingiu 50%, gera empregos para milhares de pessoas, sendo 64% do total de contratados, moradores da região”, comemora o Governador.

O investimento no processo de transferência tecnológica é de US$ 85 milhões, que está sendo realizado em quatro frentes: treinamento de pessoal; fornecimento do acervo técnico (procedimentos, manuais, instruções e toda a documentação necessária para operação do estaleiro); softwares de gestão e todas as melhorias desenvolvidas ao longo dos últimos 20 anos pela KHI nos softwares de Engenharia; e assistência técnica com a disponibilização de profissionais especializados que virão ao Brasil. A parceria com a Kawasaki envolve a assistência técnica para implantação do estaleiro do EEP na Bahia, o desenvolvimento da Engenharia deste projeto e a construção do casco das sondas. Em contrapartida, a KHI irá absorver tecnologia na construção dos topsides das sondas.

Ao longo do último ano, 40 profissionais passaram aproximadamente quatro meses no Japão, no estaleiro de Sakaide. Em janeiro de 2014, outros 24 profissionais passarão pela experiência, dos quais 20 profissionais são oriundos da Bahia, principalmente do Recôncavo Baiano, região onde está localizado o estaleiro do EEP. É uma preocupação da empresa contribuir para o desenvolvimento da região em que está localizada e deixar o conhecimento e a capacitação como legado. Em maio, outros 38 integrantes do EEP passarão por treinamentos no em Sakaide.
No Japão, os trabalhadores passam por treinamentos práticos e teóricos e têm a missão de multiplicar o conhecimento adquirido ao retornarem ao Brasil. O aprendizado será fundamental para a eficiência e qualidade do estaleiro. Serão treinados dois integrantes de cada área, totalizando 102 pessoas que voltarão ao Brasil para irradiar este conhecimento para outros três mil profissionais que vão atuar na operação do estaleiro.  

Atualmente, durante a fase de construção, o empreendimento gera cerca de 5 mil oportunidades de trabalho diretas. As etapas de dragagem e terraplenagem foram concluídas e estão sendo implantadas oficinas de estrutura e outfiting. O Estaleiro começará a cortar chapas de aço ainda este ano, quando todo o processo de transferência tecnológica estiver concluído.

Sobre o EEP
O Estaleiro Enseada do Paraguaçu (EEP), formado pelas empresas Odebrecht, OAS, UTC e a KHI (Kawasaki Heavy Industries Ltd.), é voltado para construção e integração de unidades offshore, como plataformas, navios especializados e unidades de perfuração. Sua matriz está localizada no município de Maragojipe (BA), cujas obras deverão ser finalizadas em março de 2015. O EEP também atua no Estaleiro Inhaúma (RJ), que foi arrendado pela Petrobras em razão do contrato para conversão dos cascos de quatro navios tipo VLCC nas plataformas P-74, P-75, P-76 e P-77. Com 1,6 milhão de metros quadrados de área em Maragojipe, dos quais 400 mil são destinados à preservação ambiental, o EEP já é considerado um dos maiores estaleiros do país. Os investimentos no EEP são da ordem de R$ 2,6 bilhões e sua carteira de contratos inclui a Sete Brasil. Quando estiver operando a plena capacidade, poderá processar até 36 mil toneladas de aço por ano trabalhando em regime de turno único, o que permite uma ampla margem de produção, construindo navios de altíssima especialização, que poderão ser fabricados simultaneamente.

EEP - Estaleiro Enseada do Paraguaçu S.A.
Coordenador de Comunicação – Diretoria de Implantação
Marcelo Gentil

Nenhum comentário:

Postar um comentário