PÁGINAS

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Voleio, lambreta e até beijo na bola: Falcão brilha no título do Brasil. Veja!

Em cada jogo da seleção brasileira de futsal a expectativa é alta em cima de Falcão. Principal nome da equipe comandada pelo técnico Ney Pereira, o camisa 12 apresentou um vasto leque de jogadas de efeito durante a Copa Intercontinental, em Caxias do Sul, na última semana. Autor de dois gols na vitória do Brasil sobre a Colômbia na final, o ala levou pânico aos adversários com canetas, voleio, finalização de letra e até fez graça ao dar um beijo na bola durante o jogo.Falcão foi o grande responsável pela goleada brasileira de 4 a 1. Ele começou o jogo no banco e até entrar em quadra o Brasil passava sufoco. Em ação, o camisa 12 mudou a cara da partida. Numa das primeiras jogadas, o craque tentou marcar de voleio, mas pegou mal na bola. Depois, aplicou uma caneta, que não conseguiu completar.
O ala marcou seus dois gols e passou a jogar ainda mais solto. Ao dominar uma bola na coxa, se curvou e deu um beijo nela, para delírio dos torcedores. E no final do primeiro tempo voltou a brilhar. Completou uma linda caneta e por pouco não fez de letra o terceiro dele na final. A bola acabou batendo na trave e não entrou.
Atuações de gala em Caxias do Sul
Mas não foi só na final que Falcão esbanjou talento em quadra. Durante a campanha na Copa Intercontinental, o ala foi o centro das atenções. Logo na estreia, contra o Chile, ele marcou o gol de número 350 pela seleção brasileira. O camisa 12 foi poupado no primeiro encontro entre Brasil e Colômbia, mas o retorno foi triunfal, contra a Croácia. Ele mostrou toda a sua habilidade, inclusive com um golaço de voleio. E ainda quase marcou outro gol de placa, dessa vez de lambreta. Falcão foi o artilheiro da Copa Intercontinental, com quatro gols.

Nenhum comentário:

Postar um comentário