PÁGINAS

domingo, 8 de dezembro de 2013

Vitória cede empate ao Atlético-MG e termina o Brasileirão em quinto lugar


O Vitória começou arrasador e parecia que iria golear o Atlético-MG neste domingo (8), no Independência. No entanto, o time comandado por Ney Franco vacilou no final do segundo tempo e cedeu o empate Galo. O duelo terminou em 2 a 2. Com o resultado, o Rubro-Negro chegou aos 59 pontos e encerrou sua participação no Campeonato Brasileiro na quinta posição. Melhor campanha de um clube do Nordeste na era dos pontos corridos.
Vitória arrasador
Precisando de um triunfo, o Vitória começou logo no primeiro minuto pressionando o Atlético-MG. Maxi Biancucchi fez boa jogada e tentou invadir a grande área, mas esbarrou na defesa atleticana. Em seguida, aos três, Marquinhos cruzou para área, Juan disputou com a zaga e a bola entrou direto no gol, abrindo o placar no Independência. 
Mas, o Rubro-Negro queria mais. Após cruzamento de Ayrton, Juan cabeceou e Vitor fez uma grande defesa. No rebote, Maxi Biancucchi mandou para o fundo das redes e marcou seu 11º gol no Campeonato Brasileiro. 
Atlético tenta reagir
Em clima de preparação para o Mundial de Clubes, o Atlético-MG não queria decepcionar sua torcida que lotou as arquibancadas do Independência. Aos oito minutos, Ronaldinho Gaúcho cobrou falta e mandou na área, mas a zaga do Vitória afastou. Aos 12, Jô cruzou para a área, a defesa do Leão tirou. A sobra ficou Pierre, que bateu de primeira e mandou longe do gol de Wilson. 

A melhor chance foi somente aos 17. Na cobrança de escanteio, Luan bateu de primeira de dentro da área e o arqueiro do Leão fez um grande defesa.

Vitória recua e procura explorar contra-ataques
Com a vantagem, o Vitória tirou o pé do acelerador e procurou jogar nos contra-ataques. Com isso, o time comandado ficava com maior posse de bola, mas não conseguia chegar com facilidade na área Rubro-Negra. Aos 32, o Leão chegou com perigo pelo lado direito. Ayrton cruzou rasteiro, a bola passou pela frente do gol e Juan escorregou antes de finalizar. Em seguida, Ney Franco foi obrigado a fazer uma substituição. Renato Santos com um estiramento muscular, teve que sair. E Luiz Gustavo entrou no seu lugar.

Três minutos depois, o Galo tentou responder com Jô, que chutou da entrada área. Mas a bola foi longe do gol de Wilson. 

Atlético diminui no final do primeiro tempo
Aos 47 minutos, Ronaldinho Gaúcho jogada individual e próximo da área, dividiu com Luiz Gustavo e caiu. O árbitro marcou falta. Na cobrança, R10 com maestria, diminuiu a vantagem do Vitória e o primeiro tempo terminou em 2 a 1 para o Leão.

Segundo tempo
Assim como no primeiro tempo, o Vitória começou tomando a iniciativa do jogo. Aos quatro minutos Escudero fez bela jogada e tocou para Dinei. O camisa 9 chutou forte, mas Victor espalmou. O rebote ficou com Marquinhos, que sozinho, mandou no travessão. O Atlético-MG respondeu aos sete. Luan tocou para Ronaldinho dentro da área, que dominou e mandou para o fundo das redes. Mas o auxiliar marcou impedimento de R10.

Jogo fica aberto
Luiz Gustavo, aos 17, tentou invadir pela ponta esquerda, mas a defesa do Atlético-MG afastou. Na sequência, em bola alçada na área e Victor defendeu. Aos 21, Wilson salvou o Vitória duas vezes. Fernandinho bateu forte de dentro da área e o goleiro do Leão espalmou. No rebote, após cruzamento, Lucas Cândido cabeceou e o camisa 1 Rubro-Negro fez outra bela defesa.

E a tarde era mesmo de Wilson. Marcos Rocha fez boa jogada na entrada da área e bateu. O goleiro pegou sem nenhum problema.

Ney Franco deixa Vitória mais ofensivo
Como de costume, Ney Franco deixou o time mais ofensivo no segundo tempo. Aos 25, tirou o volante Marcelo e colocou o lateral-esquerdo Danilo Tarracha. Com isso, Juan foi deslocado para o meio de campo e ficou responsável por articular as jogadas ofensivas do Leão. Aos 30, o Vitória chegou com perigo pela esquerda, Dinei recebeu o passe sozinho dentro da área, mas não conseguiu dominar.

Clima esquentou

Aos 33, os jogadores do Atlético-MG ficaram transtornados com os atletas do Vitória por uma possível falta de fair play. A confusão iniciou porque Luan ficou caído no gramado e o Rubro-Negro continuou o jogo. Marcos Rocha e o goleiro Victor foram para cima de Maxi Biancucchi. O árbitro interviu e deu cartão amarelo para Marcos Rocha, por conta da atitude.

Atlético empata
Aos 43 minutos, o Atlético-MG chegou com perigo e Luiz Gustavo derrubou Neto Berola dentro da área. Ronaldinho Gáucho com maestria marca e dá números finais ao jogo.

FICHA TÉCNICA 
ATLÉTICO-MG 2 X 2 VITÓRIA 
SÉRIE A - 38ª RODADA

Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data: 08 de dezembro de 2013, domingo
Horário: 16h (horário de Salvador)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (PR)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Cartões amarelos: (Atlético-MG) Ronaldinho, Marcos Rocha (Vitória) Escudero, Luiz Gustavo
Gols: - Ronaldinho (duas vezes) | Marquinhos e Maxi Biancucchi

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Gilberto Silva, Réver e Lucas Cândido; Pierre, Leandro Donizete (Alecsandro), Luan (Neto Berola) e Ronaldinho; Fernandinho (Rosinei) e Jô 
Técnico: Cuca

VITÓRIA: Wilson; Ayrton, Kadu, Renato Santos (Luiz Gustavo) e Juan; Marcelo (Danilo Tarracha), Cáceres e Escudero e Marquinhos; Maxi Biancucchi (Willian Henrique) e Dinei
Técnico: Ney Franco. Foto Paulo Fonseca. Bahia Noticias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário