PÁGINAS

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

PRESIDENTE T. NEVES: "Eles (os adversários) estão fazendo um terror psicológico..."; diz prefeito Moacy Pereira

O prefeito Moacy Pereira nega as acusações citadas no recente processo que pede sua cassação juntamente com a cassação do seu vice. "Infelizmente eleição é uma coisa muito complicada. Os adversários começam a comprar as pessoas tentando induzir de que houve a compra de votos. São artifícios utilizados e acusações infundadas, infelizmente", justificou o prefeito diante do resultado da sentença, afirmando que as denúncias "são em função de uma série de situações forjadas durante o período eleitoral, o que culmina nas denúncias", explicou. 
Ainda segundo Moacy, a eleição foi legítima, onde a chapa obtive a maioria absoluta. “Estamos com a consciência tranquila", ressaltou. Em outubro deste ano, uma série de denuncias envolvendo o prefeito foram apresentadas. Além das acusações de abuso do poder econômico, captação ilícita de sufrágio, corrupção eleitoral e desvio de dinheiro do funcionalismo que recaem sobre o pedetista, outras graves suspeitas apontam para irregularidades na administração de Moacy. 


De acordo com o presidente da Câmara de Vereadores da cidade, Almir Rodrigues (PT), a CRT Construtora LTDA, de propriedade do coordenador de campanha do pedetista, Antônio de Carli, foi a empresa contratada - por meio de uma carta convite - para realizar o trabalho de construção, reforma e manutenção dos prédios públicos na administração. 


O valor do contrato divulgado no Diário Oficial do Município segue orçado em R$ 144,911,02. No documento, datado de 15 de março de 2013, a vigência é de dois meses – sessenta dias -, mas de acordo com o edil, até a presente data, prédios não foram construídos, reformados ou passaram por manutenção. Carli é apontado por pessoas ligadas ao prefeito como 'amigo' de Moacy. 


Ainda que com a cassação, o prefeito e vice foram mantidos no cargo, "considerando que as sucessivas alternâncias na chefia do Poder Executivo, ou mesmo as interinidades geram insegurança e descontinuidade administrativa, devendo ser evitadas. Considerando também que, os Tribunais Regionais Eleitorais e até mesmo o TSE, tem concedido efeito suspensivo, aos efeitos da decisão, apesar de ser o caso de o Presidente da Câmara de Vereadores assumir o cargo de Prefeito, mantenho os investigados no cargo, até pronunciamento do órgão julgador de segundo grau". 


De acordo com o prefeito, foi concedido um prazo da Justiça para que em 72 horas ele e o vice possam esclarecer as denúncias. Para Moacy, os seus adversários vem criando um terror psicológico na população, causando assim constantes clima de desestabilidade. Hoje, as coisas se encaminham de forma natural e sei que a justiça será feita", pontuou.Gandu Noticias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário