PÁGINAS

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Para dar sorte, homem aposta em 12 lotéricas

Apostadores fazem fila para jogar na Mega-Sena da Virada (Foto: Vanessa Fajardo/ G1)Muita gente que passou pela Rodoviária do Tietê, em São Paulo, seja para embarcar, voltar para casa ou receber amigos e familiares nesta sexta-feira (27), a última de 2013, aproveitou para fazer sua "fezinha" na Mega-Sena da Virada. O sorteio será às 20h25 (horário de Brasília) do dia 31 de dezembro e o prêmio deve ultrapassar a marca dos R$ 200 milhões, segundo estimativa da Caixa.Muita gente que passou pela Rodoviária do Tietê, em São Paulo, seja para embarcar, voltar para casa ou receber amigos e familiares nesta sexta-feira (27), a última de 2013, aproveitou para fazer sua "fezinha" na Mega-Sena da Virada. O sorteio será às 20h25 (horário de Brasília) do dia 31 de dezembro e o prêmio deve ultrapassar a marca dos R$ 200 milhões, segundo estimativa da Caixa.Adriano Damasceno, de 33 anos, trabalha como operário e viaja por várias cidades do país, mas pegou o ônibus no Tietê nesta sexta rumo a Bom Jardim, em Santa Catarina, para passar a virada do ano com a família. Antes do embarque, passou na lotérica. "Fiz um bolão com o pessoal da empresa, mas vou fazer mais três apostas individuais. Se ganhasse essa bolada, abriria meu próprio negócio."

A dona de casa Adriane Romio dos Santos, de 42 anos, também estava de malas prontas para a Região Sul. O destino era a cidade de Sarandi, no Rio Grande do Sul. "Moro em Jundiaí [interior de São Paulo], mas resolvi deixar para jogar aqui mesmo na rodoviária porque se seu ganhar ninguém na minha cidade vai ficar sabendo. É tanto dinheiro que se eu ganhasse nem sei o que faria."Antonio Santos de Andres, de 38 anos, estava esperando a chegada da família que saiu do interior da Bahia para passar o Ano Novo em São Paulo. Enquanto o desembarque não acontecia, ele aproveitou para fazer sua aposta. "Só fiz um jogo, vamos ver se tenho sorte. Com R$ 200 milhões compraria uma fazenda no Norte do Brasil."

José Alfonso Leite Filho, de 31 anos, passa pelo Tietê todos os dias para voltar do trabalho para casa em Francisco Morato. Antes de pegar o ônibus, passou na lotérica. "Sempre jogo na Mega e até já acertei a quadra. Vou fazer só um jogo, porque se tiver de ganhar vai ser com um jogo só mesmo. Com esse prêmio não ia pensar mais em nada, só viver de juros."

Por volta das 17h30 de sexta a fila na lotéria da Rodoviária do Tietê tinha cerca de 20 pessoas. Segundo o gerente do local, Idelmar Martins, o movimento tem sido intenso e constante desde o fim de novembro. Sempre há filas e estas devem crescer, já que muita gente deixa para fazer as apostas na última hora. "Acho que se tiver essa procura em todo o país o prêmio deve chegar a R$ 300 milhões. A maioria das pessoas faz apostas simples, mas já chegamos a receber apostas de R$ 10 mil." Martins também já fez seus jogos.80 apostas em mais de 12 lotéricas

O guarda municipal Lauro Bento da Silva, de 50 anos, e seu enteado, Cassio Dias Perazzo, de 24 anos, fizeram uma maratona pelas lotéricas de São Paulo. Das 11h até as 17h30 eles haviam passado por 12 lotéricas para fazer apostas diferentes, e a expectativa era de jogar em pelo menos outras cinco até o resto do dia. No total, serão cerca de 80 jogos.

"A ideia foi minha, queria fazer algo diferente para ver se dava mais sorte. Em muitas agências pegamos bastante fila, em uma lotérica do Centro de São Paulo foi mais de meia hora esperando. Se eu ganhar essa bolada vou ajudar amigos, família, terminar minha faculdade de filosofia e viajar para conhecer o mundo começando por Nova York", diz Silva.

Aplicado na poupança, o prêmio de R$ 200 milhões renderia cerca de R$ 1,2 milhão por mês, o que equivale a R$ 40 mil por dia.

As apostas podem ser feitas até as 14h (horário de Brasília) do dia 31 de dezembro em todas as lotéricas do país. O jogo simples custa R$ 2.

O prêmio da Mega da Virada não acumula. Caso não haja ganhador com as seis dezenas sorteadas, o valor será somado ao rateio dos acertadores de cinco números, e assim por diante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário