domingo, 8 de dezembro de 2013

Fluminense vence Bahia, mas é rebaixado; baianos ficam em 14º

Fluminense vence Bahia, mas é rebaixado; baianos ficam em 14º
O Fluminense até que tentou, mas não conseguiu se livrar do rebaixamento. Na Arena Fonte Nova, o tricolor carioca venceu o Bahia por 2 a 1 e, mesmo assim, terá que disputar a Série B em 2014, graças à vitória do Coritiba sobre o São Paulo por 1 a 0. Depois de garantir a permanência na Série A, o Bahia, mesmo com a derrota, termina o ano em paz com a torcida. O tricolor baiano encerra a competição em 14º, enquanto o Fluminense é o 17º.
O jogo
O Fluminense começou bem o jogo, com um arranque de Rafael Sobis, que finalizou para fora, aos 4 minutos do segundo tempo. Um minuto depois, porém, o Bahia mostrou a que veio e quase marcou duas vezes seguidas: Anderson Talisca bateu de fora da área e Diego Cavalieri espalmou. Marquinhos Gabriel pegou o rebote, mas demorou de chutar e foi anulado pelo goleiro. Depois das duas defesas, Cavalieri precisou ser atendido.
 
Nervoso durante a primeira etapa, o Fluminense até conseguia armar as jogadas, mas pecava na hora de finalizar. Depois dos 15 minutos, os erros pautaram a partida, fazendo com que nenhuma das equipes ameaçasse o gol adversário.
 
Com 22 minutos de jogo em Salvador, em Itu, o Coritiba abriu 1 a 0 em cima do São Paulo. Com o resultado, o Fluminense já estaria rebaixado para a Série B mesmo com a vitória. No restante da primeira etapa, o jogo foi lá e cá, com diversas chances perdidas para os dois times. A primeira chance realmente perigosa partiu de Talisca, novamente, soltando uma bomba de muito longe no ângulo esquerdo de Diego Cavalieri, que espalmou aos 39 minutos.
 
Aos 42 minutos do primeiro tempo, o tricolor baiano fez a alegria da torcida que lotou a Arena Fonte Nova, abrindo 1 a 0 no placar com William Barbio. Uma bela jogada pela esquerda de Marquinhos Gabriel deixou Barbio sem marcação para marcar o primeiro.

Pressão carioca no segundo tempo

O técnico Dorival Júnior começou o segundo tempo tentando posicionar o Fluminense de forma mais ofensiva, colocando o atacante Samuel no lugar de Igor Julião. Com a mudança, o Fluminense ficou com quatro atacantes em campo.

Logo no início da segunda etapa, a mudança parecia dar certo. Aos 4 minutos de jogo, Rafael Sóbis recebeu livre na área, driblou Marcelo Lomba e conseguiu chutar para fora do gol vazio. Aos 10, Sobis se redimiu da chance perdida, invadindo a área e cruzando rasteiro para Wagner empurrar para a rede. Para se salvar do rebaixamento, no entanto, o Flu precisaria virar o jogo e torcer por um empate do São Paulo contra o Coritiba.

E o segundo tempo foi do Fluminense. A zaga do Bahia teve muito trabalho durante a etapa, e Lomba teve que salvar os baianos algumas vezes. Para prender um pouco mais a bola nos pés do Bahia, o técnico Cristóvão Borges colocou Wangler no lugar de William Barbio. Aos 27 minutos, Talisca tentou mais uma vez marcar o seu, mas, novamente, o goleiro Diego avalieri salvou o time carioca.

Com 37 minutos do segundo tempo, o Fluminense conseguiu a virada. Rafael Sobis cobrou uma falta na primeira trave e Samuel desviou de cabeça. Logo após o gol, o jogo em Itu foi encerrado, sacramentando o rebaixamento do tricolor carioca.
 
FICHA TÉCNICA:
Série A – 38ª rodada
Bahia x Fluminense
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 08/12/2013
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Rafael da Silva Alves (RS). 
Gols: William Barbio (Bahia), Wagner e Samuel (Fluminense)
 
Bahia: Marcelo Lomba; Fabrício Lusa, Titi (Feijão), Demerson e Raul; Rafael Miranda, Fahel, Anderson Talisca; Marquinhos Gabriel (Diones), William Barbio (Wangler) e Fernandão. Técnico: Cristóvão Borges.
 
Fluminense: Diego Cavalieri, Igor Julião (Samuel), Gum, Leandro Euzébio e Wellington Silva; Edinho, Jean e Wagner; Biro Biro (Rafinha), Kennedy (Robert) e Rafael Sobis. Técnico: Dorival Júnior.Foto Max Haack. Ag. haack. Bahia Noticias. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário