PÁGINAS

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Adiada para o dia 12 a culminância do processo licitatório que indicará o nome da empresa que deverá assumir o transporte coletivo de S.A.de Jesus,

Por ANTONIO MASCARENHAS
Realizada, na manhã dessa sexta-feira, 06, mais uma etapa do processo licitatório que deverá definir o nome da empresa que deverá realizar o transporte coletivo urbano em Santo Antonio de Jesus.  Particpando da mesa, Dr. Marcel (Procurador da Prefeitura Muncipal), Dr. Edilton (integrante da assessoria jurídica do município), Luciano Moura "Cuíuba", Superintendente de Trânsito, Ralph (Presidente da Comissão de Licitações). 
Dentre os presentes, representantes e advogados das empresas Rio de Contas (Dr. Murilo Cardoso), Banbuzal (Drs. Alain Alan C. Pereira e Dahilto Moraes), Bahia Bravo, Lorentur, Banbuzal e Empresa Líder, participantes no  processo licitatório em tramitação. Iniciados os trabalhos, a comissão procurou esclarecer acerca do lapso cometido no que concerne à quantidade de envelopes que, ao invés de dois, seriam três. No primeiro, documentos inerentes à habilitação da empresa concorrente; no 2o,  documentos pertinentes aos preços e no 3o., especificações técnicas. A solicitação desse terceiro envelope só feito feita na última sexta-feira, através de e.mail, razão pela qual as 5 outras empresas não chegaram a apresentar.

Após questionamentos e, até reclamações, emanadas das empresas concorrentes a comissão, em consenso, decidiu por adiar para o próximo dia 12 a abertura desses envelopes. O processo licitatório está sendo conduzido com absoluta lisura pela comissão que, diga-se de passagem, procurou realizar audiência pública. Ralph informou que a requisição do terceiro envelope está respaldada na legislação vigente. As empresas não questionaram sobre isso mas, sim, por não terem sido informadas em tempo hábil. É natural que esteja havendo acirramento entre as empresas participantes que,"ansiosas", todavia confiantes em "seu taco", esperam que, pelo menos para uma delas, a decisão seja favorável, no final desse "embate". Esperamos que todas as empresas estejam com suas documentações em dia para que o processo não seja postergado. É inadmissível que um serviço dessa magnitude possa continuar em regime "emergencial". A sociedade precisa de um transporte com tarifas justas, todavia, de qualidade. Fotos Antonio Mascarenhas. TVSAJ a mais ampla cobertura de TVWEB na região. 

PUBLICAREMOS ENTREVISTAS COM ADVOGADOS


Nenhum comentário:

Postar um comentário