PÁGINAS

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Paolla Oliveira fala de assédio: 'Fazia tempo que não me abordavam tanto'

Protagonista da novela das 21h "Amor à vida", Paolla Oliveira conta que poucas vezes foi tão assediada em sua carreira como agora. A atriz, que estreou na TV em 2005, em "Belíssima", atribui o sucesso à torcida do público por sua personagem, Paloma.
- Fazia tempo que as pessoas não me paravam tanto para falar de personagem. Lembro que quando fiz a Verônica (em 'Cama de gato', de 2009) aconteceu isso, pois todos tinham muita raiva dela. Agora muitas mães conversam comigo e dizem que jamais perdoariam Félix (Mateus Solano). Outros perguntam da Aline (Vanessa Giácomo) e do Bruno (Malvino Salvador).
Para Paolla, a surra de Paloma em Aline, que foi ao ar nesta terça-feira, também demonstra como os telespectadores estão do lado da mocinha.
- Foi uma sequência muito esperada. O fato de ela ser calma, correta e tentar resolver tudo conversando não quer dizer que não tenha sangue nas veias. Ela fez tudo no impulso como qualquer outra mulher faria ao descobrir a traição. É humano.
A atriz comentou ainda a repercussão da cena em que Félix foi desmascarado, que rendeu recorde de audiência à trama.
- Quando se tem uma sequência dessas, a expectativa fica grande e isso nos coloca numa posição delicada. Mas eu só ouvi coisas boas. Foi forte e intenso como tinha que ser. As pessoas gostaram e falaram muito desse embate dos irmãos e de como o lado mãe da Paloma apareceu mais forte que no início da novela.

Paolla acredita que a médica acabará perdoando o vilão:

- Pelo caráter da Paloma, acho que ela perdoa, mas a relação nunca será a mesma.. Globo

Nenhum comentário:

Postar um comentário