PÁGINAS

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Lideranças, de olho na grande "janela desenvolvimentista" que está por se desfraldar na região



Por ANTONIO MASCARENHAS
Dentre várias lideranças de S. A. de Jesus e região, que marcaram presença na audiência pública sobre o projeto de construção da ponte interligando Salvador à Ilha de Itaparica, e que assistiram a palestra proferida pelo secretário estadual de Planejamento, Sérgio Gabrielle, o  deputado Gutemberg Pinto, o ex-prefeito Euvaldo Rosa, Edy Diniz,  os prefeitos Magno (Vera  Cruz, acompanhado de Toinho, chefe de gabinete),
Cloves Penine (Muniz Ferreira), Dr Armando (Conceição do Almeida), Enedino (vice de laje), Emílio (vice de Itaparica); vereadores de S. A.Jesus (Uberdan, Marcos Có, Dr. Francisco, Sgt. Vinícius, Délcio Mascarenhas,  Tom, Fátima do Benfica, Dema do Leite); de Nazaré (Nagib, Cleidivaldo, Geral); de Muniz Ferreira (Jota e Prazeres);além de diversas lideranças do município e região. Por outro lado, convenhamos, não entendemos como deputados como Rogério Andrade e Alan Sanches que representam a região  ficaram ausentes de uma discussão que perpassa cores partidárias e repousa na necessidade de
desenvolvimento da região no momento em que vem à baila toda uma problemática no tocante à geração de emprego e renda, qualificação de mão de obra, infraestrutura, segurança, necessidade de ampliação de serviços na área de saúde, enfim, um leque de situações que têm por escopo a preparação para uma nova realidade que está para ser desfraldada na região e que se inicia com a conclusão e entrada em funcionamento doEstaleiro do Paraguaçu, Distritos Industriais de Nazaré e S.A.Jesus. Reputamos que o que está em jogo nessa "discussão" é o aflorar de questionamentos/sugestões para que o projeto possa ser materializado e que atenda aos anseios da população.
A ausência num momento como esse não apenas abre "lacunas políticas" mas, também, dá espaço a reflexões por parte da população. É preciso que ouçamos e que procuremos esboçar opiniões, sob pena de, por omissão, estejamos a alimentar todo um processo de recrudescimento que, via de regra, gera ônus (socioeconômico e cultural) e, por extensão, político. . Fotos antonio Mascarenhas (www.tvsaj.com). Postagem, Andressa Mascarenhas










Nenhum comentário:

Postar um comentário