PÁGINAS

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Leão é derrotado pelo campeão Cruzeiro e distância para o G-4 aumenta

A casa era rubro-negra, mas a festa foi toda azul na noite desta quarta-feira (13), no Barradão. O Vitória recebeu o Cruzeiro para o jogo da 34ª rodada, mas não evitou a confirmação antecipada do título para o clube mineiro, que venceu por 3 a 1 e pontuou o suficiente para não ser mais alcançado, mesmo a quatro rodadas do final da competição. Os visitantes abriram o placar com William, o Rubro-negro ainda empatou com Dinei, mas a Raposa soube aproveitar melhor as chances e marcou com Julio Baptista e Ricardo Goulart.Com a derrota em casa e a vitória do Goiás, que foi a 56, subiu para cinco pontos a distância do Vitória para o G-4. Com os mesmos 51 pontos do começo da rodada, o Leão permaneceu em sexto, mas não mais tão perto do grupo de acesso para a Libertadores. Matematicamente campeão, o Cruzeiro, com 74, abriu 16 pontos de diferença para o segundo colocado, o Atlético Paranaense.O Vitória permanece em Salvador e no próximo compromisso da reta final do campeonato receberá o Santos no Barradão. O jogo da 35ª rodada acontece no domingo (17), a partir das 16h, no horário da capital baiana. O já campeão Cruzeiro continua sua festa também no domingo e joga contra a Ponte Preta a partir das 17h (horário de Brasília), no Parque do Sabiá, em Uberlândia.

Bola rolando 
Muita movimentação e jogo com qualidade técnica nos dois lados do gramado desde o primeiro minuto no Barradão. Não houve time acanhado em campo e o Leão e a Raposa saíram para o duelo aberto. O Vitória tomou a iniciativa primeiro e tentou apertar a pressão no início da partida. As chegadas pela direita na velocidade de Marquinhos eram constantes e por lá saiu o primeiro susto. Marquinhos disparou pela lateral, tabelou com Dinei, invadiu a área, chutou cruzado mandou perto da meta aos 11 minutos.

Ainda mais ameaçador, o Vitória voltou a assustar aos 18'. No contra-ataque, Marquinhos levou novamente pela direita, chutou cruzado da entrada da área, Fábio desviou, Dinei pegou a sobra, mas não acertou a finalização. Para não deixar o Leão tomar conta do jogo, o Cruzeiro também forçou a estratégia ofensiva e chegou com perigo aos 21'. Borges recebeu na área, dominou, tentou o voleio e manda muito perto do gol de Wilson. 

O gol rubro-negro quase saiu na marca dos 24 minutos, mas dessa vez foi o goleiro Fábio que fez uma grande defesa depois que o jogador rubro-negro chutou sozinho e de cara com o gol na grande área. A mesma oportunidade teve Dinei, aos 30', depois de receber o passe açucarado de Juan, mas ele desperdiçou a oportunidade e mandou o chute, de cara com a meta, para fora.Criando boas chances, mas desperdiçando na falta de capricho nas finalizações, o Vitória acabou levando o gol primeiro. No ataque em velocidade, Dagoberto mandou bola enfiada para William, que arrancou da entrada da área, invadiu e chutou rasteiro para o gol de Wilson. Depois de tomar o gol os donos da casa não diminuíram o rítmo, os desfechos das jogadas de ataque continuaram falhando e o placar não mudou até o intervalo.

Sabendo da derrota do Atlético-PR para o Criciúma, o Cruzeiro voltou a campo para o segundo tempo sabendo que já era o Campeão Brasileiro de 2013. A notícia pode ter desconcentrado o time, mas o Leão se aproveitou e empatou o duelo logo aos cinco minutos. Dinei recebeu bola levantada para a área, chutou no corpo de Fábio, a bola voltou e ele finalizou para a rede. A primeira boa chance da Raposa apareceu aos 9', na bomba mandada por Lucas Silva na cobrança de falta, mas Wilson espalmou para escanteio.
Tranquilo com o título antecipado o Cruzeiro não tinha pressa em mudar o resultado do jogo e tentava segurar o Leão. Mas a situação rubro-negra era outra e o time tentou se aproveitar do momento para sair na pressão. No lance em velocidade aos 23', William Henrique levou pela direita, passou para Dinei, ele chutou da marca do pênalti e o goleiro Fábio mais uma vez salvou depois de conseguir um tapinha para desviar. Enquanto a bola não entrava para o Rubro-negro, a organização do visitante rendeu uma jogada para colocar o campeão novamente em vantagem. Na bola enfiada para Dagoberto na área, ele atrasou para Julio Baptista completar, certeiro, aos 25'.

O Vitória tentou segurar o ritmo de ataque e continuou descendo com perigo, mas a bola insistia em não entrar. Aos 33' Dinei ficou com sobra de bola na área, mandou o chute e a bola explodiu no travessão de Fábio. Para piorar a situação e quase acabar com a chance de virada do rubro-negra, Ricardo Goulart bateu de primeira no passe para a área do Vitória e acertou o gol no contrapé de Wilson, aos 35'.Vitória x Cruzeiro - 34ª rodada do Campeonato Brasileiro

Data: 13/11/2013, 20h50 (horário de Salvador)
Local: Barradão, Salvador
Árbitro: Paulo Henrique Godoy Bezerra (SC)
Assistentes: Carlos Berkenbrock (SC) e Neuza Ines Back (SC)

Vitória: Wilson; Ayrton, Victor Ramos, Kadu e Juan; Marcelo (Euller), Cáceres, Escudero e Renato Cajá (William Henrique); Marquinhos e Dinei. Técnico - Ney Franco

Cruzeiro: Fábio; Mayke, Léo, Dedé, Egídio (Everton); Guerreiro, Lucas; Dagoberto (Tinga), Ricardo Goulart, Willian; e Borges (Julio Baptista). Técnico - Marcelo Oliveira

Matéria original iBahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário