PÁGINAS

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Ferry-boat atrasa mais de 1 hora

Atraso superior a uma hora na saída do ferry boat ontem pela manhã, provocou insatisfação nos passageiros. Muitos eram estudantes da Universidade Federal do Recôncavo, como Daniel Gonçalves, estudante de medicina que precisava chegar cedo para a primeira aula da segunda-feira. Com o atraso, Daniel perdeu as duas primeiras aulas.
Segundo a Internacional Marítima, empresa que opera o sistema, ontem pela manhã apenas duas embarcações – Ana Nery e Pinheiro – estavam realizando a travessia no sistema de bate e volta, já que os ferries Ivete Sangalo e Juracy Magalhães pararam no domingo ao apresentarem falha mecânica.
A embarcação Ivete Sangalo parou no domingo à tarde, enquanto o Juracy Magalhães apresentou defeito quando ia realizar a primeira viagem ontem pela manhã, às 5h30min, provocando atraso de uma hora. O sistema voltou a funcionar a partir das 6h da manhã de ontem.
Passageiros se disseram incomodados quando tiveram que ser transferidos para o ferry Pinheiro.
Em nota a Internacional Marítima informou o seguinte: “A Internacional Marítima informa que o sistema Ferry Boat opera com duas embarcações: Ana Nery e Pinheiro. O fluxo de pedestres e veículos é intenso no Terminal de Bom Despacho. Os ferries Juracy Magalhães Júnior e Ivete Sangalo apresentaram falha mecânica e estão em manutenção. Ainda não é possível precisar o tempo necessário para os reparos, mas a empresa está empenhada na resolução para coloca-los em operação o quanto antes.
Informa ainda que as vendas de passagem nos dois Terminais, São Joaquim e de Bom Despacho, também podem ser realizadas através dos cartões de crédito e débito. São aceitas as bandeiras Visa, Mastecard, Dinners, Aura, Discovery, Sorocred e Maestro”.
Enquanto a empresa procura justificar mais um atraso, os usuários do sistema afirmam que é comum ocorrer essas situações devido a situação das embarcações, consideradas já gastas pelo o tempo de uso e de falta de manutenção. O engenheiro Mario Augusto Dantas, que está de férias em Salvador, disse que espera que a situação seja regularizada “por estarmos próximos de um final de semana prolongado devido ao feriado de 15 de novembro, quando a demanda pelo serviço deverá ser bem maior”, alertou.Tribuna da Bahia

Nenhum comentário:

Postar um comentário