PÁGINAS

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Epidemia de Aids no mundo deve ser extinta em 2030, prevê diretor da ONU

Epidemia de Aids no mundo deve ser extinta em 2030, prevê diretor da ONU
O diretor adjunto do Programa de Aids das Nações Unidas (Unaids) e subsecretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Luiz Antonio Loures, prevê que a epidemia de aids deverá ter fim em 2030. O anúncio foi feito durantes as comemorações de 30 anos do Programa Estadual de DST/Aids de São Paulo. “A minha perspectiva pessoal, não é uma estimativa institucional da Unaids, eu acho que 2030 é um alvo razoável para pensar sobre o fim da epidemia. Se tomarmos em consideração a experiência histórica, o tempo que levou a expansão dos tratamentos dá um bom parâmetro de pensar que, talvez, 15 anos seja um tempo razoável [para o fim da epidemia]”, disse em palestra durante evento no Hospital das Clínicas, em São Paulo.
Segundo Loures, até 2015 será possível eliminar a transmissão horizontal do vírus, ou de mãe para filho. O diretor ainda informou que a maior epidemia de Aids ocorre entre homossexuais do sexo masculino, com a maior transmissão nesse grupo em países do Hemisfério Norte, como Estados Unidos e Rússia. Foi verificado aumento também na Europa, na África, na Ásia, e em países do Hemisfério Sul. Em 2011, a organização da ONU registrou 500 mil mortes a menos – causadas por Aids – do que em 2005. As maiores reduções ocorreram nos países da África Subsaariana. Informações da Agência Brasil.Bahia Noticias

Nenhum comentário:

Postar um comentário