PÁGINAS

sexta-feira, 1 de junho de 2012

As pedras "vivas" na Romênia

Na parte centro-sul da Romênia, longe das grandes e agitadas cidades, existem pedras incríveis. E por serem tão incríveis, a população local chegou até mesmo a inventar nomes especiais para elas: Trovants.
Essas pedras não são somente crescem mas também se multiplicam. Na maioria dos casos, essas pedras são redondas com formas aerodinâmicas e desprovidas de partes afiadas e pontiagudas.
Quando a chuva começa a cair uma coisa surpreendente acontece com essas pedrinhas: como acontece com os cogumelos, estas pedras também crescem e aumentam em tamanho. Cada trovant pesando apenas alguns gramas pode eventualmente crescer para mais de uma tonelada. Pedras jovens, crescem mais rapidamente. Quando já crescidas, o processo demora. Sua estrutura interna também é muito incomum: se você cortá-las ao meio como uma árvore, já cortada, é possível avistar alguns anéis de crescimento, centralizados e sobre um pequeno núcleo sólido.
Mas as trovants tem uma característica que os geologistas não conseguem explicar: como elas são capazes de se reproduzir.
É assim que acontece: depois que a superfície da pedra fica molhada uma pequena saliência aparece e ao decorrer do tempo ela cresce. Quando o peso da nova pedra atinge uma grande massa, ela se quebra da “mãe”. Dentro da nova pedra o núcleo também se encontra presente. Este é o maior mistério para os cientistas: se o crescimento de uma pedra pode ser de alguma forma explicado de um ponto de vista científico. O processo de dividir o núcleo duro (para quem conhece geopolítica – Heartland) desafia qualquer lógica. Como as pedras rolantes do Vale da Morte, elas também se movem de lugar – mesmo quando estão dentro da casa das pessoas. 
Isso é bizarro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário