segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Mulher vive 40 anos como homem por não saber que era hermafrodita

hermafroditaSeus pais foram aconselhados por médicos a não contar sobre a condição
Caroline, primeiro em seu casamento (de terno, ainda como Carl John), e depois como Caroline mesmo
Caroline Kinsey viveu mais de 40 anos de sua vida como homem porque seus pais não lhe disseram que ela havia nascido hermafrodita - ou seja, com os órgãos de homem e mulher ao mesmo tempo, segundo o tabloide britânico Daily Mail.
Quando nasceu, Caroline passou por uma cirurgia, por conta de sua condição, e foi tratada sempre como homem. Até foi batizada de Carl John Baker.
- Desde pequeno eu sabia que era diferente. Eu nunca sabia apontar o motivo. Um médico disse à minha mãe que eles deveriam negar meu primeiro sexo, a chance de ser mulher, e deixar o meu segundo, masculino. O médico disse que era mais fácil esconder minha genitália feminina do que a masculina. Foi o que eles fizeram. E também foram aconselhados a manter o segredo de mim e do resto do mundo por quanto tempo conseguissem.

Mas só depois de anos e anos sendo zombada pelos colegas na escola, aos 19, é que ela foi saber da verdade, de como havia nascido.
- Assim que eu entrei na escola, percebi que eu não me encaixava. Os garotos me colocavam nomes horríveis, e as garotas me achavam estranha. A escola foi um período realmente difícil para mim, e eu nunca tive uma namorada.
Ainda como Carl John, ela se casou com uma mulher. O relacionamento, é claro, não deu certo - e ela passou até por um período de depressão.
Até que, há dois anos, ela resolveu assumir a personalidade feminina e comeceu a se vestir de mulher.R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário