domingo, 27 de junho de 2010

DEM PODE ROMPER COM PSDB

Com a decisão do PSDB, de colocar o senador Alvaro Dias (PSDB-PR) como vice de José Serra na disputa pela presidência da República, lideranças do DEM já defendem o rompimento da aliança nacional com os tucanos. Se no próximo dia 30 essa for a decisão do partido em sua convenção nacional, Serra perderia quase um terço de seu tempo na televisão. De acordo com o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), não faria sentido para seu partido estar coligado com o PSDB sem ter a vaga de vice. “Se eles não querem estar com o DEM, não há motivo para o DEM ficar com eles. Assim sairíamos da aliança formal e não apoiaríamos oficialmente ninguém, como acontece com outros partidos”, disse. Demóstenes ainda lembrou que o DEM vem apoiando o PSDB desde o início das articulações para as eleições, quando Serra era líder isolado nas pesquisas de intenção de votos. Hoje, atrás de Dilma segundo a última Ibope, o Democrata alegou que a candidatura tucana “não é nenhuma Ferrari”.B.Noticias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário